Leo Ar
Ser Universitario
 

Ciências humanas e sociais (ou sociologia)

Untitled Document

Resumo do Curso

Ciências sociais é um ramo da ciência que estuda os aspectos sociais do mundo humano, ou seja, a vida social de indivíduos e grupos humanos. Isso inclui Antropologia, Estudos da comunicação, Economia, Administração, Arqueologia, Contabilidade, Geografia humana, História, Linguística, Ciência política, Estatística, Psicologia social, Direito e Sociologia.

Pensar a Sociedade e o Homem

Analisar a sociedade e ter compromisso com as soluções dos problemas de ordem social, além do gosto pela leitura. Estes são os principais requisitos exigidos ao estudante de Ciências Sociais. Quem se matricula neste curso, ofertado nas modalidades de bacharelado e bacharelado e licenciatura, deve ter interesse em estudar os processos sociais, políticos e culturais desde os ocorridos em sociedades pré-letradas até os da atualidade.

Também é necessária uma boa dose de curiosidade intelectual, gosto pelo raciocínio abstrato e, principalmente, facilidade para articular conceitos com situações concretas da realidade, capacidade em expor, por escrito e em forma oral, suas idéias a partir do estudado em sala de aulas e leituras complementares. ”O aluno precisa ter uma postura crítica em relação à realidade política e cultural que o cerca e, ao mesmo tempo, curiosidade intelectual para analisar os fenômenos e produzir os trabalhos de uma perspectiva científica”, diz o coordenador Sérgio Soares Braga.

Implantado na UFPR em 1938, o curso de Ciências Sociais é baseado em três áreas principais: a Sociologia, a Antropologia Social e a Ciência Política. De acordo com o coordenador, o perfil do cientista social é o de um especialista na temática social, antropológica e política. A carreira de sociólogo interessa àqueles que têm interesse na pesquisa científica das realidades sociais, culturais e institucionais dentro de uma perspectiva crítica. “O papel do cientista social tem sido extremamente importante na análise da sociedade brasileira, um dos mais interessantes laboratórios sociais do mundo, com sua diversidade, dilemas e contradições”, explica o coordenador. Além dos três eixos, o currículo oferece um conjunto de disciplinas humanísticas – filosofia, história, economia – bem como um conjunto de disciplinas metodológicas.

O bacharelado forma o profissional que poderá atuar como pesquisador em empresas especializadas, órgãos públicos e organizações não governamentais. Pode também trabalhar com consultoria em um dos eixos de conhecimento, bem como atuar na área de gestão de políticas públicas. Para o aluno que optar pela licenciatura e bacharelado, além do trabalho monográfico, deverá cumprir disciplinas pedagógicas, que o habitará ao magistério no ensino médio.

O trabalho do profissional em ciências sociais exige curiosidade intelectual sobre os fenômenos que ocorrem na sociedade, podendo escolher desde os estudos voltados às culturas, os grupos humanos em geral e às relações de poder. Tanto pode estudar grupos indígenas, acompanhando o seu dia-a-dia, passar por trabalhos sobre práticas religiosas, estudar séries estatísticas sobre o mercado de trabalho no Brasil, analisar grupos políticos, sindicais ou partidários, bem como os mais recentes fenômenos da mídia, os comportamentos de grupos juvenis, as questões de gênero, assim como as relações entre os grupos sociais e o meio ambiente, por exemplo.Para uma melhor formação, é importante o conhecimento de inglês e, se possível, mais uma outra língua, ter noções de informática e acompanhar os eventos científicos da área.

MERCADO DE TRABALHO

O campo de atuação para o cientista social oferece diversas perspectivas para profissionais bem preparados, com criatividade e talento. Desde as áreas clássicas de ensino e pesquisa até o terceiro setor ONGs – Organizações Não Governamentais, organizações internacionais, passando pelo Estado, pelas pesquisas de opiniões, pelas empresas em setores aplicados nos segmentos de recursos humanos, de pesquisa social e nas partes que demandam o conhecimento de realidades sociais, antropológicas e políticas. Esse trabalho pode ser feito na forma de contrato formal de trabalho ou de consultoria independente. É comum ser exigido o curso de mestrado.

As áreas de atuação do sociológo são tão diversas como a sua formação. Em campanhas eleitorais, o conhecimento do cientista social é valioso. Outra área de atuação está na assessoria a grandes movimentos sociais ou a pequenas comunidades religiosas, por exemplo. Já o mercado de trabalho para professores de Sociologia no Ensino Médio tem sido ampliado nos últimos anos.

“Cada vez mais está se buscando um profissional que saiba gerenciar conflitos e se colocar em relação ao que ocorre no mundo globalizado”, conclui o coordenador. Embora o potencial do mercado de trabalho seja grande, a profissão ainda é confundida com outras, devendo os alunos do curso buscar se inserir nas discussões para tornar obrigatória a disciplina no ensino médio, bem como atuar em sintonia com o Sindicato de Sociólogos para a abertura de novas vagas em empresas públicas e privadas. Quem faz o curso de Ciências Sociais pode pedir o registro junto à Delegacia Regional do Trabalho como Sociólogo, o que o habilitará a disputar este cargo em concursos.

Duração

4 anos

 


Universidades / Faculdades que oferecem este curso de graduação

Solicitar InformaçõesSolicitar informações
+ Cursos superiores
InstituiçãoUniversidade São Judas Tadeu - USJT
Websitehttp://www.usjt.br
E-mail
Cidade / UFSão Paulo / SP
ClassificaçãoParticular
11 2799-1677