Leo Ar
Ser Universitario
 

Engenharia de alimentos

Resumo do Curso

Engenharia de alimentos ou engenharia alimentar é o ramo da engenharia referente ao processamento de alimentos, seja no desenvolvimento, fabricação, conservação, armazenamento, transporte e comercialização. A engenharia de alimentos inclui, mas não se limita, a aplicação de conceitos e métodos da engenharia química e engenharia agrícola.

Este ramo da engenharia provê conhecimentos tecnológicos essenciais na formação de profissionais que atuam desde a chegada das matéria-primas até o produto final embalado e rotulado. Para que todo esse processo ocorra, é necessário uma vasta gama de conhecimentos em física, química, matemática e biologia, além de conceitos de economia e administração. Esse enfoque no processo produtivo em si diferencia esta área do conhecimento da nutrição, com o qual pode ser por vezes confundido. Não obstante, o engenheiro dos alimentos deve obrigatoriamente ter sólidos conceitos de nutrição, pois, de modo contrário, não seria possível a produção de alimentos com características nutricionais desejadas.

Os termos Ciência dos alimentos e Tecnologia de alimentos são utilizados em algumas faculdades como designação para a mesmo tipo de formação, não sendo por vezes tácita a diferenciação entre si, porém, a engenharia dos alimentos é por regra mais abrangente e cuida em especial pela industrialização de alimentos e os seus aspectos.

Objetivo

A engenharia de alimentos é uma profissão de caráter multidisciplinar, pois abrange uma grande quantidade de diferentes campos de conhecimento, especialmente na área de ciências básicas e tecnológicas, além de alguns conhecimentos da área de saúde e humanas. Esse caráter multidisciplinar é conseqüência do tipo de informações necessárias para o domínio da industrialização, conservação e comercialização de alimentos.

Em geral, os dois primeiros anos são de formação básica com aulas de matemática, química, bioquímica, físico-química e termodinâmica. Depois, o currículo enfatiza as disciplinas mais técnicas ligadas à produção e à conservação dos vários tipos de alimento. Os conteúdos das áreas de economia e administração dão fundamento para o futuro profissional atuar em gerenciamento industrial. O estágio é obrigatório no último ano.

Áres de Atuação

  • Indústria de produtos alimentícios
  • Indústria de insumos, equipamentos e embalagens para a indústria alimentícia
  • Empresas de Serviços
  • Órgãos e instituições públicas
  • Fiscalização e auditorias
  • Consultoria
  • Instituições de ensino
  • Instituições de pesquisa

Universidades / Faculdades que oferecem este curso de graduação

Solicitar InformaçõesSolicitar informações
+ Cursos superiores
Faculdade de Jaguariúna
InstituiçãoFAJ - Faculdade de Jaguariúna
Websitehttp://www.faj.br
E-mail
Cidade / UFJaguariúna / SP
ClassificaçãoParticular
0800 775 55 55