Leo Ar
Ser Universitario
 

Materiais, processos e componentes eletrônicos (tecnologia)

Resumo do Curso

O tecnólogo em Materiais, processos e componentes eletrônicos lida com dispositivos empregados na codificação e emissão de dados em equipamentos eletrônicos - aparelhos de TV, computadores e telefones celulares -, como chips, resistores, capacitores, indutores, semicondutores, diodos e circuitos integrados. Pesquisa e desenvolve vários materiais, como cerâmicas, metais, ligas, óxidos e isolantes, bem como aplica tecnologias sofisticadas na montagem de componentes.

Física, informática, estatística, cálculo diferencial e integrado, química e desenho técnico fazem parte do currículo básico. Depois começam as disciplinas específicas, como fabricação de componentes eletrônicos, circuitos impressos, integrados e híbridos, microeletrônica e tecnologias de encapsulamento de circuitos. Metade da carga horária é dedicada à prática. Para se formar, o aluno apresenta um trabalho desenvolvido em empresa indicada pela escola ou em instituto de pesquisa. O estágio antes do fim do curso, apesar de não ser obrigatório, é recomendável.
Duração média: três anos.

Profissional / Mercado de Trabalho

A ampliação do mercado de sistemas móveis de comunicação, como palm tops, celulares e notebooks, coloca esse profissional em evidência. Indústrias de componentes eletrônicos, como Siemens, Motorola e Itautec, são as principais empregadoras. Ele é requisitado para atuar como gestor de negócios, no controle de processos produtivos, para desenvolver e implantar projetos e fazer manutenção de equipamentos eletrônicos. A capital paulista e cidades do interior do estado, como Campinas, Jundiaí e São José dos Campos, absorvem a maior parte dos profissionais, já que concentram um número grande de empresas do setor. O Sul também possui boa demanda. Manaus, no norte do país, é outro tradicional empregador do profissional.


Universidades / Faculdades que oferecem este curso de graduação

Não foram encontradas faculdades para este curso