Leo Ar
Ser Universitario
 

Enade quer fazer parte da cultura do estudante

19/06/2012 - 18:01h

Duzentos representantes das instituições de ensino superior (IES), diretores e coordenadores de ensino lotaram o auditório da Legião da Boa Vontade, em Brasília, onde se realizou hoje o primeiro encontro dos Seminários Enade. Malas nos corredores atestavam que muitos chegaram diretamente de seus Estados de origem para a reunião convocada pelo Instituto Nacional da Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira.

Durante quatro dias, um total de 800 participantes vai discutir o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), a organização do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), as responsabilidades e atribuições do Inep e das instituições de ensino superior (IES) e os procedimentos para inscrição de estudantes.

"Estamos tentando incorporar o Exame à cultura da população estudantil e da sociedade. Algumas empresas já consultam os resultados do Enade ao selecionar profissionais", observou o presidente do Inep, Luiz Cláudio Costa, ao abrir o evento. Falando de um universo de 6,4 milhões de estudantes e 2.377 instituições de ensino superior no Brasil, Costa defendeu a ideia de que a avaliação seja vista como "instrumento de melhorias", de modo a subsidiar políticas públicas.

Os Seminários Enade 2012 acontecem até sexta feira (22). Segundo a diretora de Avaliação da Educação Superior, Claudia Griboski, o Enade não se reduz a uma prova, mas constitui todo um sistema que envolve, posteriormente, questionários do estudante e do avaliador. "Por isso o resultado do Enade só é divulgado no ano seguinte: por meio do desempenho individual, queremos avaliar o curso", afirmou Claudia.

Este ano, o Enade examinará 953 cursos; 4 mil avaliadores serão envolvidos na avaliação de instituições públicas e privadas.

Assessoria de Comunicação do Inep 



Fonte: Enade



Mais notícias
Veja todas as noticias