Leo Ar
Ser Universitario
 

Inep divulga dados do Censo Superior

17/10/2012 - 18:00h

O Brasil tem 6.739.689 estudantes matriculados em 30.616 cursos de Graduação, dos quais 1.032.936 estão nas universidades públicas federais. Em 2012, mais de 1 milhão de alunos concluirão o ensino superior, sendo que destes 11.157 nas federais. Na Pós-Graduação, o país tem 187.760 alunos. O total de docentes em exercício chega a 357.418.

O Inep divulgou os primeiros dados do Censo da Educação Superior 2011 apresentando uma evolução nos índices por grau acadêmico nas instituições públicas e particulares. Houve um incremento na população de 18 a 24 anos que frequenta ou já concluiu o curso superior e uma mudança no regime de trabalho dos professores nas universidades, passando a maioria a cumprir tempo integral.

"A partir de 2009, o Brasil começou a identificar cada estudante, cada professor e cada servidor das instituições de ensino superior, tanto públicas como privadas, o que mostra o grande esforço do governo em conhecer e mapear a área de educação para melhor direcionar as políticas públicas ao setor", disse o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, Luiz Cláudio Costa.

Os números demonstram que, no período 2010-2011, a matrícula nas universidades cresceu 7,9% na rede pública e 4,8% na rede privada, o que configura uma média de crescimento de 5,7% nas matrículas para o ensino superior. "Depois de duas décadas perdidas (1980-1990), com estagnação na oferta de lugares, estamos consolidando a expansão para dar qualidade ao ensino de nível superior", frisou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Entre a população de 18 a 24 anos que frequenta ou já terminou a Graduação, 11,9% estão no Norte, percentual idêntico ao Nordeste; no Sudeste estão 20,1% nessa faixa etária, que cresce no Sul (22,1%) e Centro-Oeste (23,9%). Ainda nesta população de jovens, a presença dos 20% de menor renda na universidade evoluiu quase 10 vezes: de 0,5% em 1997 para 4,2% em 2011, enquanto os 20% de maior rendimento cresceram em menor ritmo (de 22,9% para 47,1%), pouco mais que o dobro.

Segundo Mercadante, o Brasil está entre os países que mais aumentou o investimento em educação nos últimos anos e que tem significativas taxas de inclusão social. O Inep prevê que os microdados para download, por Estado e outros recortes relacionados à educação superior, estejam disponíveis na próxima semana. 

Assessoria de Comunicação do Inep



Fonte: Enade



Mais notícias
Veja todas as noticias