Leo Ar
Ser Universitario
 

Estudante de Mogi abandona paixão por ballet para se dedicar ao Enem

19/10/2015 - 07:00h

Jovem de Mogi dedica 11 horas de estudos diários para o Enem (Foto: Gustavo Prieto/ arquivo pessoal)
Jovem de Mogi dedica 11 horas de estudos por dia para o Enem (Foto: Gustavo Prieto/ arquivo pessoal)

Em busca do sonho de estudar medicina, Maria Luisa Prieto, de 17 anos, largou as aulas de ballet, que frequentava há 12 anos. A estudante de Mogi das Cruzes atualmente dedica 11 horas por dia somente aos estudos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Maria Luisa fez aulas de ballet por 12 anos e hoje se dedica aos estudos para o Enem (Foto: Maria Luisa Prieto/ arquivo pessoal)
Maria Luísa fez aulas de ballet por 12 anos e hoje
se dedica aos estudos para o Enem (Foto: Maria
Luisa Prieto/ arquivo pessoal)

Esta é a terceira vez que Maria Luisa vai prestar o Enem. Quando estava no segundo ano do ensino médio, a estudante fez a prova para sentir o desafio. No ano seguinte, já no último ano do ensino médio, com as notas do exame, Maria Luisa foi aprovada para Engenharia de Biotecnologia na Universidade Federal do Paraná. Dessa vez, o seu foco é a medicina.

Maria Luisa conta que o ballet e o sonho de ser médica são as suas duas paixões. “Eu amo o ballet, fazia aula desde os 5 anos e hoje sinto muita falta. Foi uma decisão difícil, mas ou eu continuava com o ballet ou estudava para Medicina.”

Foi na infância também que Maria Luisa se encantou pela medicina. Quando chegou ao Ensino Médio, a estudante disse que não enxergava outra possibilidade de carreira para seguir.

Antes de começar a maratona de estudos, Maria Luisa fazia aulas de ballet de 2ª a 6ª feira, por pelo menos, três horas a cada dia. Apesar de parecer cansativo, a rotina de estudos é ainda mais extensa. “Eu faço cursinho de manhã, fico lá das 7h30 às 13h30. Depois vou embora para casa, almoço e descanso só meia-hora. Em casa eu estudo mais 4h ou 5h. Eu tenho que estudar, não tem outro jeito para passar no Vestibular.”

Desde os cinco anos, Maria Luisa dançava ballet (Foto: Maria Luisa Prieto/ arquivo pessoal)
Maria Luisa dança ballet desde os 5 anos.
(Foto: Maria Luisa Prieto/ arquivo pessoal)

Nas poucas horas vagas para descanso e lazer, Maria Luisa divide o tempo entre a família, o namorado que também está em um ritmo frenético de estudos para o vestibular de Direito e, claro, para o ballet: “Meu corpo pede alguma coisa, eu sinto muita falta de dançar. Para matar a saudade, quando dá, eu fico em casa assistindo vídeos de apresentações de ballet”, confessa aos risos.

Para não prejudicar os estudos, Maria Luisa disse que evita estudar junto com o namorado. O casal que namora há três anos diminuiu a rotina de baladas e passeios. Até mesmo os encontros aos finais de semana acontecem com menos frequência.

Após o Enem, Maria Luisa irá prestar oito vestibulares. Mesmo sabendo que, após entrar na Faculdade a rotina de estudos não será menor, a bailarina sonha em conseguir conciliar suas duas paixões e voltar aos palcos para dançar. “Medicina é uma coisa que sempre esteve na minha cabeça. Por mais que existam as dificuldades, quando a gente tem um objetivo, existe a motivação. A vontade é grande de realizar esse sonho”, finaliza.

As provas
No sábado, dia 24, serão realizadas as provas de ciências humanas e ciências da natureza, com duração de 4 horas e 30 minutos. No domingo, 25, será a vez de linguagens, matemática e redação, com duração de 5 horas e 30 minutos.

Entre as novidades deste ano está a mudança do horário de início das provas. Para reforçar a segurança, os locais serão fechados às 13h, porém as provas serão entregues somente às 13h30. Durante esses 30 minutos, os detectores de metais poderão ser usados de acordo com a conveniência dos fiscais e os candidatos serão orientados a guardar celulares e demais equipamentos eletrônicos.

O MEC vai monitorar o uso das redes sociais durante a prova. E em “casos mais sérios”, informou que vai solicitar a ajuda da Polícia Federal. Durante as provas, haverá o acompanhamento do centro de comando de controle do Ministério da Justiça.

Com as notas do Enem, bailarina de Mogi pretende estudar Medicina (Foto: Maria Luisa Prieto/ arquivo pessoal)
Com as notas do Enem, bailarina de Mogi pretende estudar Medicina (Foto: Maria Luisa Prieto/ arquivo pessoal)


Fonte: G1



Mais notícias
Veja todas as noticias