Leo Ar
Ser Universitario
 

Estudante do PI nota mil em redação ficou quatro anos sem estudar

13/01/2016 - 10:00h

Estudante piauiense nota mil em Redação fez, em média, 40 textos em um ano (Foto: Beto Marques)
Estudante piauiense nota mil em Redação fez, em média, 40 textos em um ano (Foto: Beto Marques)

Os estudantes piauienses não Enem) 2015. A redação também foi uma das provas em que os alunos conquistaram nota 1000. Uma delas foi Valéria Alves, de 21 anos. Ela passou quatro anos sem estudar e pela primeira vez fez a prova. Ao G1 ela citou fatores fundamentais para a conquista.

 
228 mil vagas no 1º semestre

Ainda em 2010, Valéria já tinha um objetivo: passar para medicina em alguma das Universidades públicas do Piauí. A rotina de estudos começou a ficar intensa, entre 10 e 12 horas diárias. A intensidade foi se agravando e a cobrança em si levou a estudante a desistir dos estudos.

“Eu acho que nesse período acabei amadurecendo de outras formas. Não era meu pai e minha mãe me cobrando. Era eu mesma. Cheguei a dormir três horas por dias e a um ponto que parei de assimilar as coisas”, disse Valéria. 

O ano de 2015 foi decisivo para ela voltar a estudar e conqusitar através do Enem o diploma do Ensino Médio. Desta vez, mais centrada, com menos cobrança em si, mais vontade de aprender e ampliar o desenvolvimento crítico. No meio do ano, seu foco era o curso de ciências sociais, pois não acreditava que estava preparada o suficiente para conquistar uma vaga para o curso de medicina.

“Muita coisa da sociologia contribuiu para eu ter uma ideia, poder argumentar e, praticamente, me basear em tudo que eu pude dissertar no Enem”, afirmou a estudante nota mil em redação.

Ao longo do ano, foram mais de 40 redações produzidas, avaliadas pelos professores, pais e amigos. “Eu sempre indicava alguns temas para ela, de acordo com o que via nos jornais”, lembrou o pai Márcilio Barreto, engenheiro agrônomo.

Com a nota máxima, Valéria dá até conselho para quem parou de estudar e por algum momento chegou a pensar que está tudo perdido. "Eu aconselho que busquem o menor feixe de esperança onde for possível, seja no apoio da família, dos amigos ou com a leitura. Um livro de aventura ou fantasia pode abrir novas perspectivas quando o mundo parece muito obscuro. Pode dar uma luz e despertar um desejo de mudança", disse a jovem.

Passos para chegar à nota mil
E qual o segredo para tirar 1000 na redação do Enem? Valéria citou três requisitos básicos seguidos por ela e que foram importantes para a conquista da nota.

Valéria passou quatro anos longe da escola e voltou com toda força em 2015 (Foto: Beto Marques)
Valéria passou 4 anos longe da escola e voltou
com toda força em 2015 (Foto: Beto Marques)

Foram eles: dominar as normas da língua portuguesa; estruturação da redação, critérios como coesão, coerência e encadeamento do texto; e a mais importante, segundo ela, foram as noções de sociologia, que deram o poder do argumento para uma redação diferenciada e olhar mais amplo.

“Se você ler muito, aprender com os Professores e tiver uma base de sociologia e até de filosofia, praticando isso uma vez por semana é natural que você consiga se sair bem”, aposta Valéria Alves.

Fora dos estudos, eram poucas as leituras seguidas pela estudante. Ela tinha que correr com o “tempo perdido” nos quatro anos que ficou longe da escola. O livro “Uma breve história da Filosofia”, que traz a obra de vários filósofos, foi fundamental para construção de argumentos em diversas produções e, consequentemente, o amadurecimento dos textos.

Tudo isso fez Valéria ficar bem próxima ao tema da redação do Enem: “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira". “Esse tema, para mim, caiu do céu. Eu já tinha escrito umas duas redações relacionados à mulher, em especial ao empoderamento feminino”, destacou.

Família espera aprovação
A mãe de Valéria, a nutricionista Vânia Maria, está na expectativa para a aprovação da filha em medicina na Universidade Estadual do Piauí (Uespi).

Pais estão confiante na aprovação de Valéria para Medicina, na Uespi (Foto: Beto Marques)
Pais estão confiante na aprovação de Valéria para
Medicina, na Uespi (Foto: Beto Marques)

“Ficamos muito felizes com a nota mil. Principalmente, pela superação. Valéria passou muito tempo parada, mas a gente sempre com o pé atrás, vendo o que ia acontecer. Tudo tem o seu tempo e hoje estou muito orgulhosa”, falou.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), 104 alunos entre os 5,8 milhões conseguiram a nota máxima em redação no Enem. 53 mil pessoas tiraram nota zero.

Aqueles que buscam uma vaga devem se inscrever até as 23h59 (horário de Brasília) de quinta-feira (14), no Sistema de Seleção Unificado (Sisu). De acordo com o MEC, nos dias 13 e 14 de janeiro, às 9h, as notas de corte serão atualizadas.

Monitorar o sistema, através do site http://sisualuno.mec.gov.br/ pode ajudar o estudante a aumentar suas chances de aprovação. Como o Sisu funciona de forma dinâmica, é possível mudar a inscrição quantas vezes for necessário até o prazo final.


Fonte: G1



Mais notícias
Veja todas as noticias