Leo Ar
Ser Universitario
 

MEC divulga edital do Enem 2017; veja datas, regras e mudanças

10/04/2017 - 09:24h

<a href="/mec">MEC</a> divulga edital do <a href="/enem">Enem</a> 2017; veja datas, regras e mudanças

MEC divulga edital do Enem 2017; provas acontecem nos dias 5 e 12 de novembro

MEC divulga edital do Enem 2017; veja datas, regras e mudanças

MEC divulga edital do Enem 2017; veja datas, regras e mudanças  |  Fonte: Universia Brasil

Ministério Da Educação (MEC) divulgou nesta segunda-feira (10) o edital oficial do Exame Nacional Do Ensino Médio 2017 (Enem) que contém todas as regras e instruções que os candidatos devem saber para realizar o exame.

De acordo com o edital, as inscrições para o Enem 2017 começam a partir das 10h do dia 8 de maio e terminam às 23h59 do dia 19 de maio (horário de Brasília), devendo ser feitas exclusivamente no Portal do Participante, dentro do site do Inep. O valor da taxa de inscrição será de R$ 82 e deve ser pago no Banco do Brasil por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU simples), em agências bancárias, dos correios ou casas lotéricas até o dia 24 de maio. O prazo para o pagamento da taxa não será prorrogado e a inscrição só será confirmada após o mesmo.

Para dar início à inscrição, o estudante deve informar o número do seu CPF e do RG. Também será preciso informar um telefone (pode ser fixo ou celular) e um endereço de e-mail. É pedido que o usuário crie uma pergunta e uma resposta de segurança para caso necessite recuperar a senha. Veja a seguir as datas, estrutura, cronograma, critérios de avaliação e mudanças:

ISENÇÃO DA TAXA

Como já havia sido anunciado anteriormente, os cadastrados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal serão isentos da taxa de inscrição. Ainda segundo o documento, a isenção da taxa de inscrição do Enem é válida para todos os estudantes da rede pública e também para participantes que declararem ser membros de famílias de baixa renda ou estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

ATENDIMENTO ESPECIAL

O Enem oferece atendimento especializado e específico para candidatos que declararem, no ato da inscrição, ser portador de alguma necessidade especial. Pela primeira vez, estudantes surdos terão acesso às questões do Enem traduzidas na Língua Brasileira de Sinais (Libras) via vídeo. Serão disponibilizadas salas adaptadas para os participantes, que deve indicar na inscrição se deseja participar. Também estarão disponíveis tradutores para esclarecer dúvidas pontuais.

solicitação de uma hora a mais de exame - antes feita mediante o preenchimento de um formulário - agora será realizada na inscrição, com a apresentação de laudo comprovatório da deficiência ou condição necessária. Ainda será oferecido atendimento a pessoas com baixa visão, cegueira, deficiências físicas, auditivas, intelectuais, dislexia, autismo ou outras condições especiais. O atendimento específico, por sua vez, é oferecido a gestantes, lactantes, idosos e estudantes em classe hospitalar

CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO

Desde 2015, o MEC suspendeu a entrega do cartão de confirmação do Enem via correio (versão impressa). Para realizar a consulta do seu local de prova, o aluno deve verificar no site oficial do Enem. Vale lembrar que o cartão contém, além do local, o número da inscrição, a data, o horário, a indicação de atendimento especial (se necessário) e opção escolhida para a prova de língua estrangeira. A partir de 2017, o Enem deixa de ser um certificado de conclusão do Ensino Médio.

AS PROVAS

Como já havia sido anunciado, as provas do Enem 2017 passam a ser em dois domingos e acontecerão nos dias 5 e 12 de novembro. A prova do primeiro domingo, que terá a duração de 5 horas e meia, contará com a redação e provas de linguagem, código e suas tecnologias e ciências humanas e suas tecnologias. As provas de matemática e ciências da natureza e suas tecnologias acontecerão no segundo domingo e terão 4 horas de duração. Em ambos os dias, os portões abrem pontualmente às 12h e fecham às 13h. O início das provas está previsto para às 13h30. É recomendado que o candidato chegue com ao menos uma hora de antecedência ao local da prova. 

SEGURANÇA DA PROVA

Outra novidade é a utilização de cadernos de questões personalizados com o nome e o número de inscrição dos alunos. Não será mais preciso que o aluno identifique a cor da prova recebida. Os cartões de resposta encartados também levarão os dados do candidato. Os quatro cadernos diferentes, identificados por cores, serão mantidos.

REDAÇÃO NO 1º DIA DE PROVA

O MEC mudou o dia da prova de redação. Antes, ela era cobrada no segundo dia, junto com as 45 questões de matemática e as 45 de linguagens. Agora, redação, linguagens e ciências humanas serão os temas do primeiro domingo (5/11). Com isso, o primeiro dia de provas passa a ter duração de cinco horas e meia de prova. Uma semana depois (12/11) será feita a prova de matemática e ciências da natureza, com quatro horas e meia para realização.

O QUE LEVAR

O candidato deverá levar uma canta esferográfica de cor preta e feita em material transparente e um documento original com foto. Será permitido que os estudantes levem alimentos, porém, recomenda-se que os mesmos sejam leves e, caso venham em potes, que estes sejam transparentes.

O QUE NÃO PODE LEVAR

Não será permitido ao candidato levar lápis, lapiseira, caneta fabricada por material não transparente, borracha, livros, manuais, anotações e quaisquer dispositivos eletrônicos (calculadoras, agendas eletrônicas ou similares, telefones celulares, smartphones, tablets, ipods, pen drives, mp3 ou simular, gravadores, relógios, alarmes de qualquer espécie ou qualquer transmissor, gravador ou receptor de dados, imagens, vídeos e mensagens).

Além disso, durante as provas, não pode usar óculos, chapéus, bonés, viseiras, gorro ou simulares. Também está proibido ausentar-se em definitivo da sala de provas antes de decorridas duas horas do início das provas.

FIM DO RANKING DO ENEM POR ESCOLA

O MEC informou que não haverá mais o resultado do Enem por escola – dado que costuma ser disponibilizado anualmente. Por meio do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), as instituições públicas e privadas poderão saber suas classificações em relação a outras escolas do país. Conforme explicou a presidente do INEP, Maria Inês Fini, caso um colégio não queira participar dessa avaliação não terá o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).


Fonte: Universia



Mais notícias
Veja todas as noticias