Leo Ar
Ser Universitario
 

Pré-Enem Equalizar inscreve para 80 vagas em Minas Gerais

09/12/2015 - 11:06h

Estão abertas as inscrições do Pré-Enem e Vestibular Equalizar 2016 da Universidade Federal de Minas Gerais. O prazo se encerra em 2 de janeiro e a taxa é de R$ 10. Serão preenchidas 80 vagas. 

Inscreva-se

Saiba mais sobre o Pré-Enem Equalizar

O estudante precisa estar estudando ou ter feito o Ensino Médio em escolas municipais ou estaduais de Minas Gerais. O projeto de extensão da UFMG é voltado para alunos de baixa renda de Belo Horizonte e região metropolitana. 

Seleção

Os inscritos receberão até 5 de janeiro um e-mail com o dia, local e o horário da avaliação presencial. A prova será realizada em 10 da janeiro, das 14h às 18h, no campus UFMG Pampulha. O exame terá 48 questões objetivas de Química, Física, Geografia, História, Biologia, Matemática e Português, além de uma Redação. 

Para a prova, o candidato deverá levar documento de identificação com foto. É recomendada antecedência mínima de 30 minutos. 

Serão selecionados 360 candidatos para a etapa de Entrevistas e correção da Redação. Tal classificação será feita com base nas notas das provas objetivas e questionário socioeconômico. 

As entrevistas serão feitas entre 18 de janeiro e 10 de fevereiro, também no campus Pampulha. A duração desta etapa é de 15 minutos e tem como objetivo a comprovação das informações. 

Resultado

Os 80 aprovados serão conhecidos até 13 de fevereiro. Os convocados deverão se matricular entre 15 e 20 do mesmo mês. Há uma única taxa de registro no valor de R$ 30, já que o restante do curso é gratuito. 

O Cursinho começa em março. As aulas serão ministradas à noite, em horário e dias a serem definidos pela UFMG. A grade é composta pelas disciplinas de Português, Matemática, Biologia, Física, Química, Geografia, História, Inglês e Espanhol. O conteúdo é aplicado por Professores voluntários que são estudantes de graduações da universidade. O preparatório se encerra na semana do Enem 2016. 

Mais informações no Edital.

Por Lorraine Vilela


Fonte: Brasil Escola



Mais notícias
Veja todas as noticias