Leo Ar
Ser Universitario
 

Confira dez dicas para evitar problemas com intercâmbio de pós

04/05/2013 - 07:00h

Sem informações adequadas, brasileiros viajam para fazer pós-graduação no exterior e têm seus planos frustrados. Foi o que aconteceu com Lorena da Silva, 24, que, após ser aprovada para um mestrado na França, não conseguiu o visto de estudante necessário. para ficar no país durante o tempo do curso. "O problema é que minha escola [na França] ainda estava em processo de se credenciar no Ministério Da Educação e no da Cultura, e eu nunca soube disso", afirma.

Veja dez dicas para evitar problemas com pós-graduação no exterior

  • Informe-se com todas as instituições envolvidas a universidade, o consulado e o serviço de estudantes estrangeiros, quando for o caso. E, de preferência, com diversos interlocutores nem sempre as informações são distribuídas de maneira uniforme. Se as informações forem divergentes entre essas instituições, questione-as.

  • Entre em contato com o coordenador do curso pretendido para saber se você tem o perfil necessário.
    Pergunte quais são os procedimentos necessários para a inscrição.

  • Fale com a área de relações internacionais da universidade sobre os procedimentos necessários para a obtenção do visto.

  • Obtenha as informações por telefone e por e-mail. A conversa telefônica, se possível, pode ser útil para esclarecer questões que podem ficar "esquecidas" num e-mail. Mas não deixe de obter os dados básicos por e-mail ele pode servir de como uma documentação no caso de problemas

  • Se possível, verifique o status da instituição de ensino no site do Ministério da Educação do país pretendido. Muitos países têm avaliações no modelo da realizada pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior) no Brasil, que podem servir como um parâmetro da qualidade do ensino
  • Busque pessoas que já fizeram o curso pretendido (principalmente se não forem nativas do país pretendido). As redes sociais podem ser ótimas ferramentas nesse sentido procure ex-alunos no LinkedIn e grupos relacionados no Facebook. Peça a opinião delas quem já passou pela instituição pode dar dicas preciosas.

  • Tenha paciência. A fase de buscar informações sobre o curso pode ser cansativa e desanimadora, mas ela é necessária para evitar dores de cabeça lá na frente.

  • Muitas Universidades têm centros acadêmicos com grupos de apoio a alunos estrangeiros. Antes de embarcar, procure conhecer os da universidade de destino eles podem ajudar em caso de problema, principalmente se você vai para um país de uma língua que você não domina.

  • Há universidades que têm mediadores ou serviços parecidos. Se houver divergências, procure-o
  • Tenha um plano B. Mesmo quem tomou todos os cuidados não está livre de um imprevisto


Fonte: Uol



Mais notícias
Veja todas as noticias