Leo Ar
Ser Universitario
 

Inscrições abertas para quem sonha em conquistar uma bolsa de estudos

14/01/2014 - 09:20h

Só em 2012, 175 mil brasileiros saíram do país para estudar no exterior. Programas beneficiam aqueles que não podem pagar um Intercâmbio

Além de enriquecer o currículo, estudar no exterior pode ampliar a experiência de vida dos estudantes. E o número de pessoas buscando essa vivência está aumentando. De acordo comAssociação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais (Belta), 175 mil brasileiros saíram do país para estudar no exterior em 2012.

“As bolsas de estudo são oferecidas pelas agências de governo do Brasil e do exterior. Elas beneficiam principalmente os jovens que não têm condições de pagar por um intercâmbio. A iniciativa é muito positiva porque insere o estudante na vida cotidiana de outro país e ele volta para casa com uma grande bagagem cultural. A dica que damos para os interessados em conseguir uma bolsa de estudos é que tenham muita garra. O processo não é fácil, é preciso ultrapassar várias etapas, mas, se a pessoa tiver determinação, ela consegue”, ressalta Carlos Robes, presidente da Belta.

Carlos Robes, presidente da Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais (Belta) (Foto: Divulgação)

Carlos Robes, presidente da Belta
(Foto: Divulgação)

Com o ano começando, várias instituições estão com inscrições abertas para bolsas de estudos em diversos países. Há opções para quem deseja fazer mestrado, doutorado e até as bolsas ‘sanduíche’, que permitem passar uma temporada em Universidades estrangeiras.

Saiba como se inscrever:

A Universidade de Amsterdã está com inscrições abertas para estudantes de mestrado de fora da Europa. O programa Amsterdam Excellence Scholarship tem duração de um ano e oferece cobertura completa de gastos de estudos e moradia. Inscrições até 15 de janeiro de 2014.

Projeto Preciosa é um programa de mobilidade acadêmica entre países europeus e sul-americanos. Alunos de licenciatura, mestrado, doutorado e pós-doutorado podem se inscrever e concorrer a uma das 45 bolsas de estudo, cada uma no valor de 1.000 a 2.500 euros, dependendo do nível acadêmico. Inscrições até 16 de janeiro de 2014.

A Universidade de Franco-Condado (UFC) está com as inscrições abertas para o Programa Victor Hugo, uma iniciativa que vai oferecer bolsas de estudo para mestrado ou doutorado na França. Para participar, os interessados devem ter nacionalidade de algum país da América Latina, ter menos de 35 anos (no caso do mestrado) e apresentar um excelente histórico acadêmico. Inscrições até 17 de janeiro.

Globo Universidade: Berkeley (Foto: Divulgação)

Universidade de Berkeley (Foto: Divulgação)

Universidade Berkeley da Califórnia, nos Estados Unidos, oferece bolsa de estudos para interessados em realizar um curso de MBA na área de Finanças. O valor da bolsa é de US$ 50 mil, com duração de dois anos. As inscrições até 31 de janeiro de 2014.

Asociación Universitaria Iberoamericana de Postgrado (AUIP) oferece bolsas de estudo para cursos de pós-graduação e doutorado. Para os alunos que não obtiverem financiamento de suas próprias universidades, o valor da bolsa é de 1.400 euros. Já que os que tiverem suporte financeiro de estadia, a bolsa fica no valor de 1.000 euros. As inscrições vão até o dia 26 de fevereiro de 2014.

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) é uma das principais agências de fomento à pesquisa do país. Em parceria com a University of Manchester, no Reino Unido, a instituição está com inscrições abertas para Auxílio à Pesquisa – Regular, Projeto Temático, Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes, Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID), Programa de Melhoria do Ensino Público, Programa de Pesquisa em Políticas Públicas e Programa de Apoio à Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE). A Fapesp e a University of Manchester financiarão, cada uma, o equivalente a até 10.000 libras anuais por proposta, para cobrir despesas de mobilidade. Inscrições até 24 de março de 2014.

Fundación Carolina, da Espanha, dispõe anualmente de editais para bolsas de estudo destinadas aos estudantes latinoamericanos e Professores brasileiros. Os diferentes programas abrangem temas como biotecnologia, energias renováveis, comunicação, entre outros. Mais de 14 mil estudantes, ao longo de 12 anos do programa, se beneficiaram das bolsas de estudos oferecidas pela fundação, sendo que um terço deles ocupa, atualmente, cargos de primeiro escalão em diversas empresas. Inscrições até 10 de abril de 2014 para doutorado.

Bolsas de estudo no exterior: globo universidade (Foto: Thinkstock/Getty Images)

Bolsas de estudo no exterior: globo universidade (Foto: Thinkstock/Getty Images)

Fundación Educativa Carlos M. Castañeda, em Miami, nos Estados Unidos, oferece bolsas de estudo para pós-graduação a jornalistas que sejam fluentes na língua espanhola, dominem o inglês e já tenham se graduado. Inscrições até 15 de abril de 2014.

Programas de bolsas que abrem inscrições regularmente:

Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) também oferecem bolsas de estudo no exterior, alimentando assim os meios acadêmicos e de pesquisa do país com recursos humanos de alto nível. As bolsas variam de acordo com o país de destino. Há também complementos, como o pagamento de passagens aéreas, auxílio-instalação, auxílio seguro-saúde e taxas escolares, de acordo com as especificidades de cada modalidade. Para o doutorado pleno poderá ser acrescido um adicional por dependente à mensalidade da bolsa.

O programa Ciências sem Fronteiras, lançado em julho de 2011, é outra forma de incentivo para os alunos que desejam estudar no exterior. O projeto prevê a concessão de até 75 mil bolsas em quatro anos. Há quatro modalidades de bolsas previstas: Ciência sem Fronteiras na Graduação, Ciência sem Fronteiras para a Educação Profissional e Tecnológica, Ciência sem Fronteiras na Pós-Graduação e Ciência sem Fronteiras para Orientadores e Pesquisadores Atuando nas Áreas Prioritárias e Atração de Cientistas para o País e Atração de Lideranças Internacionais para o Brasil.

A União Europeia também tem um programa de cursos diferenciados e bolsas para mestrado e doutorado. Existente desde 2004, o Erasmus Mundus (EM) reúne diferentes universidades do Velho Continente. A principal característica do EM é que o programa de pós-graduação é feito em, pelo menos, duas universidades distintas. Além da formação acadêmica, o programa pretende justamente promover a experiência multicultural, através da imersão nas diversas culturas da Europa.

As bolsas do EM são calculadas de forma a cobrir integralmente as despesas relacionadas a viagens, moradia, alimentação, seguro de saúde e as taxas. Os estudantes ficam, obrigatoriamente, pelo menos seis meses em cada uma das instituições do consórcio de universidades que formam os cursos oferecidos.


Fonte: Globo



Mais notícias
Veja todas as noticias