Leo Ar
Ser Universitario
 

Intercâmbio: universidades de 14 países participam de salão

24/10/2012 - 20:00h

Mais de 60 expositores e organizações participam a partir do dia 27 de outubro da primeira edição do Salão do Universitário, realizado pela empresa BMI. A feira de graduação e pós-graduação acontece nos dias 27 e 28 de outubro, em São Paulo, e no dia 30 de outubro, no Rio de Janeiro. No evento, os estudantes terão a oportunidade de conversar com representantes e ex-alunos das instituições de países como Alemanha, Coreia do Sul, França, Itália, Nova Zelândia, Austrália, Espanha, Inglaterra, Japão, Portugal, Canadá, Estados Unidos, Irlanda e Malásia. É possível imprimir a entrada gratuita para o salão no site www.salao-universitario.com.

Ranking THE: confira as melhores Universidades do mundo

A programação também conta com palestras e seminários com tradução simultânea. Instituições como a Campus France, DAAD (Alemanha), Education USA, Education in - AuCanada e Universidades.ES (Espanha) participam do salão. Além disso, cerca de 15 universidades francesas estarão no Brasil para o Encontro França- Brasil de Ensino Superior e receberão os estudantes no Salão do Universitário.

A França assinou um acordo com o governo brasileiro e até 2015 oferecerá 10 mil vagas nas universidades francesas para alunos brasileiros. Esse acordo faz parte do Ciência sem Fronteiras, programa de bolsas do governo federal. Muitas dessas instituições possuem convênio com as maiores universidades brasileiras, o que possibilita a realização de Intercâmbio em todos os níveis, e em alguns casos a dupla validação do diploma. Entre as universidades presentes estarão: University of Lyon, University of Paris Sul, Epitech, Institut Mines Telecom e Skema Business School.

De acordo com dados levantados pela BMI, que há 25 anos organiza no Brasil o Salão do Estudante, feira de intercâmbio da América Latina, somente em 2011, cerca de 23 mil brasileiros saíram do País em busca de Cursos De Graduação e pós graduação. Os destinos preferidos são Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Reino Unido e Austrália. A expectativa é que este número aumente em 50% até o final deste ano, por conta dos programas de bolsas de estudo.



Fonte: Terra



Mais notícias
Veja todas as noticias