Leo Ar
Ser Universitario
 

Já morei na Irlanda e pretendo voltar. Posso?

17/08/2015 - 10:02h


Elizabeth Gonçalves postou em 17 ago 2015

Reprodução: Morgan Mckinley

Reprodução: Morgan Mckinley

A pergunta do título dessa matéria é uma das principais questões que recebemos aqui no E-Dublin. Portanto, hoje vamos explicar como funciona o processo de retorno à Irlanda após um tempo fora do país.

O primeiro ponto que vale ser destacado aqui é o fato de o INIS (Irish Naturalisation and Immigration Service) não estipular um prazo máximo para retorno de estudantes estrangeiros. Desta forma, se, por exemplo, você estudou na Irlanda deixou o país por dois, três, ou mais tempo, pode sim voltar como estudante.

Entretanto, se você está pensando em voltar tenha em mente que o tempo em que você permaneceu na Irlanda anteriormente com o visto de estudante continuará sendo considerado. Assim, somados os anos anteriores, o prazo máximo que você pode permanecer no país com o visto de estudante continua sendo 7 anos.

Já estudei inglês por três anos, posso voltar como estudante do idioma?

Não! Como destacamos acima, a sua trajetória como estudante na Irlanda consta nos arquivos da imigração. Portanto, se você já passou 3 anos no país como estudante de inglês, que é o prazo máximo de acordo com a regra antiga, a sua única opção para retornar é se matricular em um curso universitário.

Visto – Preciso começar do zero?

Reprodução: Y-Axis

Reprodução: Y-Axis

No caso de quem está retornando a Irlanda como estudante, todo o processo de obtenção do visto é semelhante ao de estudantes que chegam aqui pela primeira vez. Sendo que, novamente, no aeroporto o oficial te dará um visto temporário de um mês para você se organizar antes de se dirigir à imigração.

Isso significa que sim, será necessário comprovar os 3 mil euros em extrato bancário de conta irlandesa na hora de adquirir o cartão GNIB. Além disso, também são necessários os seguintes documentos:

– Carta da escola ou universidade informando que você está matriculado em um curso com carga horária mínima de 15 horas semanais, com duração igual ou superior a 25 semanas;

– Comprovante de que o curso foi pago na sua totalidade;

– Seguro governamental ou médico privado provido por empresa estabelecida na Irlanda;

– Comprovante de endereço;

– Pagamento de 300 euros pelo registro GNIB, que deve ser efetuado em cartão de crédito ou débito;

Validade do visto

Vale lembrar que com as reformas do setor educacional irlandês, a partir de 1º de outubro de 2015 o atual visto de 12 meses para alunos matriculados em cursos de inglês será reduzido para oito meses. Não houve mudança para estudantes universitários.

Escolas

Se você está planejando um retorno e está em busca de um curso universitário no país, não se esqueça que apenas as instituições presentes na ILEP (Interim List of Elegible Programmes) estão autorizadas a emitir o visto de estudante para não europeus.

No caso de cursos de inglês, a segunda etapa dessa lista será implantada em 1º de outubro. Devido a isso, recentemente a própria ministra da educação, Jan O’Sullivan, afirmou que o fechamento de mais escolas é esperado, já que muitas não possuirão os requisitos necessários para integrar a lista do governo.

Com isso, todo o cuidado é pouco na hora de escolher o seu curso. Vale evitar ofertas que pareçam baratas demais e também opte apenas por escolas que oferecem em contrato a proteção ao estudante em caso de fechamento.

Revisado por Tarcisio Junior


Fonte: E-Dublin



Mais notícias
Veja todas as noticias