Leo Ar
Ser Universitario
 

México inicia operação de segurança em escolas

22/08/2011 - 18:00h

O governo mexicano deu início nesta segunda-feira a uma operação de segurança nos institutos de ensino do país por conta do aumento no número de confrontos entre grupos criminosos. Desde as primeiras horas do dia, tropas federais patrulharam pelo menos 1,7 mil escolas consideradas "de alto risco", informou a Agência Ansa.

Estas escolas estão localizadas no estados de Nuevo León, Coahuila, Chihuahua, Tamaulipas, Guerrero e Michoacán, alguns dos mais perigosos do país. Nesta segunda, cerca de 27,6 milhões de estudantes voltam às aulas no México, em quase 234 mil escolas públicas e privadas. Além disso, calcula-se que o número de Professores que retomam as atividades escolares seja de 1,2 milhão.

A ação militar foi adotada mediante uma decisão do Ministério de Educação em parceria com o Conselho de Segurança Nacional, explicou o porta-voz Alejandro Poiré. O setor responsável pela educação disse que a vigilância foi reforçada em todo o país com a instalação de câmaras de vídeo, botões de emergência e cercas.

Luta contra a violência
Desde que assumiu a presidência, em 2006, Felipe Calderón envolveu as Forças Armadas na luta contra o narcotráfico no país. O número de homicídios quase triplicou nestes últimos anos, passando de 9.921 em 2005 para 24.374 em 2010.

José Nava, prefeito da cidade de Zacualpan foi encontrado morto hoje. Ele havia sido sequestrado na última sexta-feira. Com isso, sobe para cinco o número de prefeitos mexicanos assassinados neste ano.




Fonte: Terra



Mais notícias
Veja todas as noticias