Leo Ar
Ser Universitario
 

Saiba como concorrer a milhares de bolsas em renomadas universidades internacionais!

23/05/2013 - 00:00h

Entrevista Ciência sem Fronteiras Ser Universitário Australian Centre


































Para que o aluno perca o receio e as estranhezas pela frente, o Ser Universitário preparou uma Entrevista com a Australian Centre sobre as bolsas de Ciência sem Fronteiras com estudos em Universidades com qualidade, e ainda aprender a curtir todas essas diferenças culturais, afinal quanto mais pitorescas forem as situações encontradas, mais rico é o aprendizado e mais interessantes são as estórias da viagem.

1- Ser Universitário:
O que é Ciência sem Fronteiras?

Australian Centre:
É uma iniciativa do Governo Federal que concede bolsas para que os estudantes de graduação ou doutorado estudem nas melhores universidades do mundo, e possam  manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação. O programa cobre gastos como moradia, passagens, material didático, seguro saúde, curso de inglês (quando necessário) e custos com as mensalidades (Tuitions) das universidades.

2- Ser Universitário:
O que é necessário para que o estudante possa participar destas bolas de estudos?

Australian Centre:
Para graduação sanduíche os pré-requisitos são:

- Ter nacionalidade brasileira.

- Estudar em uma universidade no Brasil que tenha aderido ao programa.

- É preciso ter concluído ao menos 20% e no máximo 90% do currículo previsto para seu curso.

- Estar matriculado em uma graduação dentro das áreas de prioridade determinadas pelo programa.

- Proficiência em inglês comprovadas pelo TOEFL ou IELTS. Caso o estudante não tenha a nota desejada nestes testes, ele poderá solicitar também uma bolsa para realizar até 25 semanas de curso de inglês e, em seguida, começar a sua Graduação Sanduíche.

3- Ser Universitário:
A oportunidade de estudar no exterior tem atraído cada vez mais o interesse dos brasileiros pelo programa.
O ensino de inglês no Brasil deveria ser mais procurado.  De que forma a  Australian Centre aconselha os estudantes a desenvolver um foco para a aquisição destas bolsas?

Australian Centre:
Esse programa mostra quão importante é ter um bom nível de inglês. Existem alunos perdendo a melhor oportunidade acadêmica de suas vidas por não terem se dedicado ao aprendizado do idioma, ou não terem se preparado bem para os testes de proficiência . Por isso, a Australian Centre sugere que os alunos interessados fiquem atentos às próximas chamadas dos editais das universidades do ATN, façam sua inscrição  e comecem a se preparar especificamente para um dos testes: IETLS ou TOEFL.

4- Ser Universitário:
Quais são os tramites necessários para a viagem?

Australian Centre:
Para fazer sua inscrição nas universidades do Grupo ATN, o estudante deverá optar pela Austrália e pelo edital do grupo de universidades do ATN. Uma vez aprovado, o resultado será publicado pelo programa Ciência sem fronteiras e a Australian Centre entrará em contato com o estudante para orientar a respeito do processo de matrícula nas universidades. Nesta etapa o estudante escolherá as matérias que irá cursar  terá  providenciar sua documentação.

Após essa etapa, o candidato receberá a carta de oferta da universidade para a qual foi direcionado. Com a carta de oferta assinada, o estudante receberá a confirmação de sua matrícula na universidade. Ele utilizará este documento para solicitar seu visto e finalizar seu processo. A Australian Centre fará a orientação em todas as etapas para os alunos que optarem pelas universidades do Grupo ATN.

5- Ser Universitário:
Existe alguns Universitários que nos questionam se devem ou não trancar a matrícula para a participação no ciência sem Fronteiras.
O que vocês aconselham?

Australian Centre:
Cada universidade tem um procedimento próprio. Em geral a matrícula não deve ser trancada e em alguns casos existem condições especificas para os participantes do  programa Ciência sem Fronterias. Para saber qual o caminho seguir dentro de sua instituição de ensino, o estudante deve procurar o coordenador do Ciência sem Fronteiras de sua universidade.  

6- Ser Universitário:
A busca pela qualificação profissional e a experiência de viver fora do país são motivações para quem ingressa no programa.
Mas viver uma cultura diferente também pode proporcionar estranhamentos e dificuldades de adaptação.
Quais as dicas que a Australian Centre da aos estudantes?

Australian Centre:
O Aluno deve se preparar para essa jornada, estar ciente de que haverão algumas estranhezas  pela frente e apreender a curtir essas diferenças culturais, afinal quanto mais pitorescas forem as situações encontradas, mais rico é o aprendizado e mais interessantes são as estórias de viagem. O importante é estar de cabeça aberta e pronto para as dificuldades nos primeiros momentos. Depois de alguns meses no exterior a saudade fica mais suportável e a experiência cada vez mais agradável, e por que não dizer mais encantadora?   

7- Ser Universitário:
Como propagar estas bolsas de uma forma mais visível aos usuários de internet?

Australian Centre:
A oportunidade é única. Todas as gerações passadas gostariam de ter a mesma chance dos alunos de hoje. Portanto,  propagar bolsas de estudos em universidades com a qualidade das instituições do  grupo ATN não é tarefa difícil, basta mencionar que é possível estudar em universidades australianas de primeira linha, modernas e inovadoras sem pagar nada.  

 


Fonte: Ser Universitário



Mais notícias
Veja todas as noticias