Leo Ar
Ser Universitario
 

Termina na sexta o prazo para inscrição no Ciência sem Fronteiras

28/11/2013 - 09:22h

Termina na sexta-feira (29) o prazo para a inscrição no Programa Ciência sem Fronteiras. Entre os requisitos está exigência de o candidato ter obtido nota no Exame Nacional Do Ensino Médio (Enem) igual ou superior a 600 pontos, em exames feitos no período de 2009 a 2013.

Além disso, o candidato deve apresentar teste de proficiência no idioma aceito pela instituição de destino e ter integralizado no mínimo 20% e, no máximo, 90% do currículo previsto para seu curso, no momento do início previsto da viagem de estudos.

Para participar, é necessário também cursar uma das áreas contempladas pelo programa: ciências exatas (matemática e química), engenharia, tecnologia e ciências da saúde.

O programa mantém parcerias em 35 países. Até o mês de junho, implementou 29.192 bolsas em todas as modalidades de graduação, doutorado e pós-doutorado.

A previsão é a distribuição de até 101 mil bolsas, ao longo de quatro anos, para alunos de graduação e pós-graduação.

Os estudantes podem concorrer a bolsas de estudo em 20 países: Bélgica, Canadá, Holanda, Finlândia, Austrália, Nova Zelândia, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Alemanha, França, Itália, Suécia, Noruega, Irlanda, China, Hungria, Japão, Áustria e Reino Unido.

1º lugar - Paris: A capital francesa foi novamente indicada como a melhor cidade do mundo para estudar, segundo pesquisa da QS - Quacquarelli Symonds, que indica a classificação das melhores cidades do mundo para estudantes. O ranking, que é feito todos os anos, é baseado em cinco categorias principais, que então divididas em critérios individuais: classificação da universidade; a composição da população estudantil; qualidade de vida; atividade de empregadores e custo Mais Miguel Medina/ AFP

2º lugar - Londres: Em segundo lugar, Londres ficou dois pontos atrás de Paris, perdendo por pouco a melhor posição. No último ranking divulgado pela QS - Quacquarelli Symonds, que indica a classificação das melhores cidades do mundo para estudantes, as duas primeiras posições ficaram com as mesmas cidades Mais Thinkstock


3º lugar - Cingapura: Segundo o ranking QS - Quacquarelli Symonds, que indica a classificação das melhores cidades do mundo para estudantes, a reputação de Cingapura como um centro de excelência educacional tem florescido nos últimos anos Mais Raymond Ho / AP


4º lugar - Sydney: Sydney ultrapassou Melbourne e se tornou a melhor cidade australiana para os estudantes, segundo o ranking da QS- Quacquarelli Symonds, que indica a classificação das melhores cidades do mundo para estudantes Mais Eduardo Vessoni/UOL

5º lugar - Melbourne: A publicação da QS - Quacquarelli Symonds, que indica a classificação das melhores cidades do mundo para estudantes, afirma que Melbourne recebe forte pontuação nos critérios de qualidade de vida e atividade de empregadores, assim como as outras cidades australianas Mais Toby Melville/Reuters

6º lugar - Zurique: A cidade aparece na quinta colocação, assim como Melbourne. A publicação da QS - Quacquarelli Symonds, que indica a classificação das melhores cidades do mundo para estudantes, afirma que Zurique pode soar mais como um lugar para milionários do que para os estudantes internacionais, mas destaca que a cidade merece lugar entre as dez melhores Mais Arnd Wiegmann/Reuters

 

7º lugar - Hong Kong: A publicação QS - Quacquarelli Symonds, que indica a classificação das melhores cidades do mundo para estudantes, destaca as Universidades de alto nível de Hong Kong e a boa reputação entre os empregadores Mais Alex Ogle/AFP


8º lugar - Boston: Segundo a publicação da QS - Quacquarelli Symonds, que indica a classificação das melhores cidades do mundo para estudantes, as duas instituições com melhor classificação de Boston (MIT e Harvard) estão, na verdade, em Cambridge, Massachusetts - parte da área metropolitana de Boston Mais Robert Benson/Divulgação


9º lugar - Montreal: O ponto mais forte da cidade canadense na pesquisa da QS - Quacquarelli Symonds, que indica a classificação das melhores cidades do mundo para estudantes, é a composição da população estudantil Leia mais Caryn Rousseau - 21.out.2013/Associated Press



10 lugar - Munique: De acordo com a publicação da QS - Quacquarelli Symonds, que indica a classificação das melhores cidades do mundo para estudantes, a cidade alemã tem a maior pontuação para acessibilidade entre as dez melhores cidades do mundo para estudar Mais Oliver Hartung/The New York Times

Siga o Ser Universitário!
Integre-se            ao nosso perfil no facebookFacebook
Nos            siga no TwitterTwitter
Participe de nossa comunidade/perfil no LinkedinLinkedin


Fonte: Educação Uol



Mais notícias
Veja todas as noticias