Leo Ar
Ser Universitario
 

Alunos, servidores e terceirizados da Uerj fazem manifestação

13/01/2017 - 10:17h

Protesto interrompeu o trânsito em vários pontos do Maracanã. Manifestantes reclamam do abandono que a universidade vem enfrentando.

Protesto interrompeu o trânsito em vários pontos do Maracanã. Manifestantes reclamam do abandono que a universidade vem enfrentando.

Alunos e funcionários da Uerj fecham a Radial Oeste em manifestação contra crise.

Uma  manifestação de alunos, professores, servidores e terceirizados da Uerj interrompe o trânsito em vários pontos do Maracanã, desde as 8h30 da manhã desta quinta-feira (12), na Zona Norte do Rio.

Os protestantes saíram do Hospital Pedro Ernesto em direção ao campus do Maracanã e pedem atenção à situação da Uerj, que corre o risco de ter o período letivo cancelado e fechar as portas por falta de recursos, além do pagamento dos servidores, atrasado desde novembro.

Servidores, alunos e médicos do Hospital Universitário Pedro Ernesto pedem, também, estrutura e melhorias na unidade, que vem sendo muito impactada pela falta de recursos.

Nesta quarta (11), a Justiça determinou que sejam feitos arrestos diários nas contas do governo do estado até o valor de R$ 7,5 milhões para o pagamento de custeio do hospital. que é da Uerj. A coordenadora de saúde e tutela coletiva da Defensoria Pública, Thaisa Guerreiro, disse que essa solicitação foi feita em abril de 2016 e que o arresto foi feito sob o argumento de evitar a paralisação da unidade.

Na última quarta-feira (11), os servidores administrativos da Uerj, que estão sem receber desde novembro, anunciaram uma greve para a próxima segunda-feira (16), o que pode representar um comprometimento no calendário acadêmico.

Alunos, servidores e terceirizados da Uerj fazem manifestação (Foto: reprodução / Tv Globo)
Alunos, servidores e terceirizados da Uerj fazem manifestação (Foto: reprodução / Tv Globo)

 


Fonte: Uol


Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias