Ser Universitario
 

Educação Solidária

Professora de Química

Artigo escrito por Cristiana de Barcellos Passinato

Data 26/05/2011

Faz tempo que penso em uma forma de ocupar as mentes ociosas dos jovens que se enfiam nas lanhouses e shoppings, ou mesmo os que ficam sem fazer nada na internet no msn ou outros chats em alguns portais de grande porte abertos aos vícios e más influências e companhias.

Há tanto a se fazer pelo próximo e tantas formas de nos unir aos irmãos que precisam de nós...

Via muito no twitter o tal #mimimi (fofoca – na gíria tuteira) e de repente isso acabou dando vez à febre de correntes do bem.

Ainda bem, pois de lá ocorrem encontros solidários, com celebridades, artistas em prol de boas causas estimulando o bem.

Do que isso seria utilizado no conceito de “Educação Solidária”?

Na realidade é a orientação e a mesma metodologia só que dentro da escola e da sala de aula.

Buscar no nosso discurso e prática o estímulo a esses movimentos, dentro e fora do mundo virtual.

Quando sentirmos nossos educandos perdidos, coloquemos os mesmos para trabalhar suas cabeças que são pra lá de criativas para buscar movimentos reais e virtuais ajudando aos que mais precisam, assim tudo que aprenderem e vivenciarão utilizando em suas próprias vidas e quem sabe na evolução de seres humanos melhores?

Vamos tentar?
 

Comentários & opiniões
Comente, participe!


   
Todos os campos são obrigatários, seu e-mail não será exibido!
Comentários que forem considerados ofensivos ou SPAM, 
seráo removidos sem aviso prévio.
3 comentário(s) realizado(s) até o momento
Joao
Tem toda a razão
30/05/2011
é, concordo com os argumentos...
Alexandre Malmann
Parabens Cris Passinato
27/05/2011
Nao ha como fugir do uso de tecnologias no momento de educar e transmitir conhecimentos aos nossos alunos. Estimular a criatividade e possibilitar o uso de conhecimento adquirido pelo proprio aluno em seu dia-a-dia favorece os relacionamentos pautados em principios eticos e morais tao esquecidos nos dias atuais. Exercitar o bem, seja no contato fisico ou por meio de redes sociais, nos ajudara a construir um mundo melhor, sem preconceito, sem intolerancia, sem violencia... sem bullying. Uma Terra Sem Bullying sera possi­vel!
Nao deixe de visitar o Blog Garagem Social http://garagemsocial.blogspot.com
eliane fernandes
Comentário ao texto
27/05/2011
Realmente as redes sociais estão começando e despertar o lado da leitura no internauta.O Twitter mesmo com espaço mínimo de 140 caracteres estimula em nós a capacidade de criar belas coisas em espaço reduzido.Poder acompanhar o dia a dia daqueles que nos representam também foi uma grande conquista,é a internet mais uma vez quebrando barreiras.Vamos usá-la para ensinar e aprender. Guimarães Rosa dizia que mestre não é aquele que ensina mais o que derepente aprende o que ensinou.A verdadeira educação estimula a solidariedade e Jesus ensinava isso numa didática perfeita que é a do amor sem limite e sem preconceito


Cristiana de Barcellos Passinato

Cristiana de Barcellos Passinato - Professora de Química

Carioca, Professora Estadual SEEDUC-RJ, Especialista em Políticas Públicas e Projetos em Espaços Escolares, pela Faculdade de Educação da UFRJ e Mestranda em Ensino de Química UFRJ
Outras informações
Desde
44 artigo(s) escrito(s)
40350 acessos em artigos
Lista de artigos de Cristiana de Barcellos Passinato

Lista de artigos de Cristiana de Barcellos Passinato