Enem Unip
Ser Universitario
 
STONE
 

Sobrevivendo ao furacão

das linguagens web: Parte 1

13/02/2012 - 11:11h

Programadores frontend estão atualmente no olho do furacão de uma mudança na forma como seu trabalho é desenvolvido. Palavras como HTML 5, CSS 3, Jquery, Design responsivo, Less, entre outros estão na ordem do dia e muitas vezes o profissional que está iniciando nessa área sente-se perdido em meio a tantas possibilidades. Então, este é o primeiro de uma série de posts visando ajudar você a navegar nesse mar de possibilidades. Hoje, de uma forma mais genérica, quero falar um pouco sobre como você pode se organizar para estudar isso. É sempre bom lembrar que Web não foi construída rapidamente e nem você conseguirá absorver tudo em poucos minutos. Se pudéssemos nos plugar à Matrix e fazer o download de tudo seria ótimo; mas como isso ainda não está disponível, sugiro adotar algumas das dicas abaixo: Tenha calma O processo de aprendizado é melhor se for uma constante. Agende um horário do seu dia para isso, e se possível repita isso todos os dias. Se puder separar uma ou duas horas, ótimo! Caso contrário, tente fazer isso a cada dois ou três dias. Meia hora serve somente para jogar Angry Birds, e olhe lá. Não dá para focar e aprofundar-se em algo em tão pouco tempo. Planeje Planejar é o príncipio de tudo. Não dá para estudar algo sem saber aonde começa e aonde termina. Apóie em um livro, uma apostila e defina aonde começa e aonde termina seu estudo. Existem n aplicativos do tipo GTD que lhe ajudam a organizar-se, mas creia-me, uma simples planilha Excel (ou um pedaço de papel) é mais do que o suficiente. ;) Defina Etapas do estudo Criar metas intermediárias dentro do estudo é muito relevante. Por exemplo: “Esta semana vou estudar a técnica X na terça-feira, por duas horas e o tutorial Y na quinta-feira, por mais três horas.” Isso permite que você acompanhe como está seu estudo e consiga fazer uma auto avaliação do andamento. Ataque em “espirais” Quando começar a estudar algo, preocupe-se em entender o básico inicialmente. Depois de testar, compreender, comece a agregar novos itens, aos poucos, afastando-se do básico, descobrindo novas possibilidades e expandindo o conhecimento sobre o objeto de estudo. Por exemplo: Conheça a tag video do HTML5. Depois, conheça os detalhes sobre os tipos de codificação de vídeo. Em seguida, será que é possível estilizar algo com CSS? E jquery? E assim vai. Experimente Não tenha medo em errar. Escrever aquela linha de código a mais para ver se vai funcionar pode abrir uma possibilidade, uma novidade interessante! Se arrisque. Na pior das hipóteses você vai ter que correr atrás de uma solução em fóruns. E, nessa interação, quem sabe você não conhece gente nova que está na mesma vibe que você, buscando aprender também? Pois é, web não é só programar. Têm muito mais. Comece a se preparar, se organizar. Semana que vêm continuamos. *Leon Kulikowski vive e sobrevive de Web há mais de 10 anos. É gerente de projetos web na Blendix, consultor educacional pela Adobe Brasil e instrutor na Impacta Tecnologia.

Fonte: Impacta
Tags:
Visa dia dos Pais