IFOOD DELIVERY
Ser Universitario
 
STONE

Após três anos, UnB entrega novas instalações da Casa do Estudante

04/12/2014 - 04:01h

UnB cortou ligações de água e energia da Casa do Estudante. (Foto: Emília Silberstein/UnB Agência)
Antiga fachada da Casa do Estudante Universitário
(Foto: Emília Silberstein/UnB Agência)

A Universidade de Brasília inaugurou as novas instalações da Casa do Estudante Universitário, após reforma dos 90 apartamentos dos dois blocos que compõem a unidade. Todos ganharam bancada e tiveram pias, banheiros, tanques e esquadrias trocadas. Além disso, foram mobiliados com camas, sofás, televisão, escrivaninhas, cadeiras, fogão, geladeira, micro-ondas e filtros de paredes. De acordo com a instituição, 130 estudantes de gratuação moram no local.

Ao todo, a Casa do Estudante Universitário tem capacidade para acomodar 360 alunos e a lotação máxima deve ser atingida no próximo semestre, após o lançamento do edital de moradia estudantil, previsto para março de 2015.

O local atende alunos em situação de vulnerabilidade socioeconômica, com renda familiar mensal de até um salário mínimo e meio per capita, regularmente matriculados em disciplinas dos cursos presenciais de graduação e cujas famílias não possuam imóveis no DF.

Espaço interno da Casa do Estudante Universitário da UnB (Foto: Isa Lima/UnB Agência)
Espaço interno da Casa do Estudante Universitário
da UnB (Foto: Isa Lima/UnB Agência)

?A assistência estudantil é uma política de inclusão social e de cidadania. Com a reforma, o aluno ganha uma residência onde vive com dignidade. Assim, pode se dedicar aos estudos, melhorar seu rendimento acadêmico e se formar?, disse a decana de Assuntos Comunitários da UnB, Denise Bomtempo.

Para os estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica que não residem na Casa do Estudante, a UnB oferece o auxílio moradia, no valor de R$ 530. Nessa modalidade, são atendidos atualmente 828 alunos em todos os campi da UnB.

Segundo a UnB, em 2014 foi zerado o déficit por moradia estudantil, atendendo todos os alunos em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

Obras
Os alunos desocuparam a casa em 2011 para o início das reformas. A previsão era de que a atividade, com um custo de estimado em R$ 9,3 milhões, fosse concluída em oito meses. As obras foram, no entanto, adiadas diversas vezes. O prédio é de 1973.



Fonte: G1

STONE EMPREENDEDOR

Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias