IFOOD DELIVERY
Ser Universitario
 
STONE

Cinco exemplos de como o refrigerante muda o organismo

18/11/2013 - 09:05h

Hiperatividade, câncer de próstata, danos aos rins, obesidade e alteração na química cerebral estão ligados ao consumo de refrigerantes, essa bebida doce e gaseificada que a longo prazo e em exagero pode causar problemas, como mostram as pesquisas.

Hiperatividade
300 proteínas alteradas

Tomar refrigerantes por longos períodos pode levar à hiperatividade por alterar a química cerebral: uma pesquisa australiana recente mostrou que ratos se tornaram hiperativos depois de beberem água e tecidos retirados de uma parte de seus cérebros que mostraram alterações nos níveis de cerca de 300 proteínas diferentes

StockPhoto


























Dopamina
Estímulo ao hormônio do prazer

O refrigerante com açúcar estimula a produção de dopamina (o hormônio do prazer) pelo cérebro. Pesquisas recentes indicam que obesos precisam de mais consumo de calorias para a mesma produção de dopamina e, por isso, consomem mais.

Spencer Platt/ AFP

























Câncer de próstata
Riscos 40% maiores

Um estudo sueco feito em 2012 descobriu que beber um refrigerante por dia poderia aumentar em 40% os riscos de um homem desenvolver câncer de próstata.

Vjeran Lisjak/ StockPhoto

























Obesidade
51% dos brasileiros em sobrepeso

O brasileiro consome cerca de 94 ml de refrigerante todos os dias, segundo a Pesquisa de Orçamentos Familiares do IBGE, de 2009. Não por acaso 51% dos brasileiros têm sobrepeso, de acordo com os últimos dados do Ministério da Saúde.

Melissa Lyttle/ StockPhoto

























Danos aos rins
Mais proteína na urina

Funcionários de uma universidade japonesa que consumiam mais de dois refrigerantes por dia eram mais propensos a ter proteína na urina, um dos marcadores precoces (e reversíveis) de danos aos rins.

StockPhoto

























*Aproveite! Siga o Ser Universitário no Twitter e no Facebook 


Fonte: Globo

STONE EMPREENDEDOR

Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias