IFOOD DELIVERY
Ser Universitario
 
STONE

Corpo do escritor Rubem Alves é velado na Câmara de Campinas

20/07/2014 - 03:01h

Velório do escritor Rubem Alves, em Campinas (Foto: Marcello Carvalho / G1)
Corpo de Rubem Alves é velado em cerimônia na
Câmara de Campinas (Foto: Marcello Carvalho/G1)

O corpo do escritor Rubem Alves começou a ser velado na Câmara de Vereadores de Campinas (SP), na noite deste sábado (19). O educador estava internado desde 10 de julho em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e morreu no fim da manhã após falência múltipla de órgãos. Ele era casado com Lidia Nopper Alves e deixa três filhos.

Inicialmente, a previsão era que a cerimônia iniciasse às 18h na sede do Legislativo da cidade, mas, segundo um dos filhos do escritor, Marcos Nopper Alves, houve atraso na liberação do corpo, que chegou às 21h35. Cerca de 100 pessoas acompanhavam.

"Ele sempre foi um pai maravilhoso, sempre esteve ao lado da família, foi preocupado com os filhos, com os netos. O legado que ele deixa é o legado da simplicidade. Ter mostrado que com as coisas simples, com o vento, as árvores, a gente pode ser muito feliz", disse o filho, de 52 anos.

Desejo pós-morte
Há três anos, Alves entregou uma carta de 10 páginas aos filhos para descrever como gostaria que fosse a cerimônia de morte dele, revelou Raquel Alves, filha do escritor. No texto, ele pediu para ser cremado e ter as cinzas jogadas embaixo de um ipê amarelo enquanto são lidos textos de seus poetas preferidos, como Cecília Meireles e Fernando Pessoa.

Emocionada, Raquel Alves abraça amiga no velório do pai, Rubem Alves (Foto: Marcello Carvalho / G1)
Emocionada, Raquel Alves abraça amiga no velório
do pai (Foto: Marcello Carvalho / G1)

Segundo Raquel, a carta do pai ficou guardada com o melhor amigo dele, o Professor de antropologia aposentado da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Carlos Brandão, e o conteúdo só foi lido neste sábado. "A pessoa que eu conheço é bem diferente da que todo mundo conhece, mas uma coisa em comum é a sensibilidade que ele tinha", disse a filha.

'Vou fazer a vontade dele'
Amigo de Alves por mais de 40 anos, Brandão levou a carta ao velório. "Vou fazer a vontade dele, vamos estar apenas entre amigos e familia embaixo desse ipê e vamos ler todos esses poemas que ele pediu".

Os amigos lecionaram juntos na Unicamp, de acordo com o professor aposentado. "Eu comprei um sitio em Caldas-MG, e ele comprou também e lá tivemos momentos muito bons juntos. O legado que ele deixa é da extrema sensibilidade com que ele tratava todas as coisas da vida. Ele tinha uma alma muito grande", afirmou o amigo.

Alves era uma das referências do país em temas relacionados à educação. Além de educador e escritor, atuou como cronista, pedagogo, poeta, filósofo, contador de histórias, ensaísta, teólogo, acadêmico, autor de livros infantis e até psicanalista, de acordo com sua página oficial na internet.

Velório até meia-noite
Segundo a assessoria de imprensa da Câmara de Vereadores, a pedido dos familiares, o Plenário ficará aberto para a visitação do publico até a meia-noite, quando será fechado. O espaço só será reaberto às 7h do domingo (20).

A partir daí, o velório prossegue até o meio-dia, quando o corpo irá para o Crematório Metropolitano Primaveras, em Guarulhos, na Grande São Paulo. A cremação deverá ocorrer na tarde deste domingo.

Rubem Alves (Foto: Instituto Rubem Alves)
Rubem Alves morreu em Campinas neste sábado (Foto: Instituto Rubem Alves)



Fonte: G1

STONE EMPREENDEDOR

Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias