IFOOD DELIVERY
Ser Universitario
 
STONE

Desenho em russo da 'Peppa Pig' é usado em aulas do idioma

29/01/2015 - 08:01h

Sucesso entre crianças de várias idades, a porquinha Peppa Pig está marcando presença também em salas de aula. De russo.

A russa Snizhana Maznova, professora do idioma e diretora do Clube Eslavo, estava procurando uma alternativa para as aulas da língua eslava para iniciantes.

"Quem começou a estudar há pouco tempo não tem vocabulário suficiente para entender programas de TV ou filmes", explica Maznova. "Os desenhos animados da Rússia são mais voltados para o folclore de lá, como bruxas, framboesas, ursos e fadas. Ninguém usa isso no cotidiano", brinca.

A professora descobriu "Peppa Pig" com a filha de dois anos, que acompanha as histórias da porquinha em russo. "Ela estava vendo o desenho e eu vi que os personagens têm boa articulação e vocabulário simples."

Para usar em sala de aula, Maznova transcreveu os vídeos em português e em russo, com explicações da gramática eslava.

ABAIXO, ASSISTA A UM EPIS DIO DE "PEPPA PIG" EM RUSSO:

Vídeo

Peppa, George e família estão sendo utilizados há dois meses pela professora. O site do curso disponibiliza apenas três vídeos, mas outros 15 estão em fase de transliteração.

"Se colocar tudo de uma vez, os alunos param de acessar e deixam de estudar. Se surgem vídeos aos poucos, isso atrai a curiosidade deles", conta a Maznova.

Para os alunos mais experientes, a professora utiliza desenhos russos, com o folclore local e a história do país do escritor Dostoiévski, e filmes mais conhecidos, sobre a União Soviética.

PERFIL DO CURSO

Os alunos costumam ter entre 25 e 35 anos, mas há estudantes de diferentes faixas etárias. E os motivos são os mais variados.

"Tem aqueles que querem viajar, trabalhar ou cursar graduação ou pós-graduação lá. Há também os que querem ler os clássicos no original", enumera a professora.

Na lista ainda tem pessoas que se casaram com russos e precisam aprender a se comunicar com os cônjuges ou com a família deles. "Tem gente que gosta da época soviética e quer falar na mesma língua do [líder soviético Vladimir] Lênin", completa.

Fisicamente, a escola funciona desde agosto de 2013 na Vila Mariana, e cerca de 500 alunos já se matricularam para aprender o idioma, entre aulas presenciais e on-line.

Com cinco professores, o curso utiliza material próprio, criado por Maznova. "Os livros que existem no mercado geralmente são antigos, desenvolvidos ainda no tempo da União Soviética."

Assim que terminar de adaptar o material para o ucraniano, a escola passará a oferecer aulas do idioma. E, para incluir polonês na lista, a diretora precisa encontrar um Professor da língua, mas esta pessoa tem se ser formada em filologia, letras ou pedagogia. Fácil, não?


Fonte: Uol

STONE EMPREENDEDOR

Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias