IFOOD DELIVERY
Ser Universitario
 
STONE

'É meu sonho', diz jovem com paralisia aprovada em letras na Ufac

27/04/2015 - 11:01h

Rita de Cássia diz que sempre sonhou fazer letras (Foto: Ewerton Costa/ Arquivo pessoal )

Rita de Cássia diz que sempre sonhou fazer letras (Foto: Ewerton Costa/ Arquivo pessoal )<>Rita de Cássia diz que sempre sonhou fazer letras (Foto: Ewerton Costa/ Arquivo pessoal )

"Estou ansiosa que comece logo". A frase reflete a expectativa da jovem de 20 anos, Rita de Cássia Aluquerque, aprovada na 7ª chamada do Sisu para cursar letras na Universidade Federal do Acre (UFAC), em Cruzeiro do Sul, distante 648 quilômetros da capital acreana. A estudante ainda estava no último ano do ensino médio e prestou o Exame Nacional Do Ensino Médio (Enem) em 2014 sem a pretensão de passar na universidade.

Rita gosta de escrever textos e sonhava cursar letras. Ela conta que não se preparou muito em, pois a intensão inicial era apenas adquirir experiência para prestar o Enem 2015.

?Eu gosto de escrever. Tenho um log onde pulico tudo o que passa na minha vida. Letras é o meu sonho, mas não estudei muito para fazer a prova, porque eu iria fazer de verdade nesse ano. Eu nem esperava passar, mas graças a Deus passei, e para a Faculdade que eu queria?, destaca.

A jovem conta que na escola onde estudou o ensino médio só tinha o Professor auxiliar em dias de provas e traalhos. ?Na sala só ficavam dois Professores quando era dia de prova ou traalho. Nos outros dias, eu ficava só com um professor mesmo?.

Para realizar o exame, Rita contou com o apoio de três pessoas, o fiscal e mais duas pessoas. ?Tinham três pessoas na sala em que fiquei. Uma fiscal, uma professora para ler e outra para escrever o que eu respondia.?

Rita sonha em mais acessiilidade para deficientes (Foto: Ewerton Costa/ Arquivo pessoal)<>Rita sonha em mais acessiilidade para deficientes(Foto: Ewerton Costa/ Arquivo pessoal)

Com um discurso repleto de força e garra, Rita é idealizadora de ideias e projetos para garantir acessiilidade para as pessoas com deficiência, assim como ela. Estando devidamente matriculada, ela aguarda agora o transporte adequado para cadeirantes para que possa ter acesso à universidade.

Rita se diz ansiosa para conhecer os novos colegas. Segundo ela, é necessário conscientizar as pessoas em relação aos cidadãos com algum tipo de deficiência, e que a universade pode ser o caminho para que a conscientização chegue a toda sociedade.

?Estou ansiosa para que comece logo. Quero fazer com que os meus colegas da universidade voltem o olhar para a realidade de quem é deficiente, de quem precisa de acessiilidade. Os Universitários têm um grande poder para transformar a sociedade", finaliza.

<>Paralisia InfantilA paralisia infantil ou poliomielite é uma doença infectocontagiosa causada por um vírus, que pode causar a flacidez muscular dos memros inferiores e pode levar a morte ou a sequelas paralíticas irreversíveis.

diz que sempre sonhou fazer letras (Foto: Ewerton Costa/ Arquivo pessoal )" width="620" />
Rita de Cássia diz que sempre sonhou fazer letras (Foto: Ewerton Costa/ Arquivo pessoal )

"Estou ansiosa que comece logo". A frase reflete a expectativa da jovem de 20 anos, Rita de Cássia Albuquerque, aprovada na 7ª chamada do Sisu para cursar letras na Universidade Federal do Acre (UFAC), em Cruzeiro do Sul, distante 648 quilômetros da capital acreana. A estudante ainda estava no último ano do ensino médio e prestou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2014 sem a pretensão de passar na universidade.

Rita gosta de escrever textos e sonhava cursar letras. Ela conta que não se preparou muito bem, pois a intensão inicial era apenas adquirir experiência para prestar o Enem 2015.

?Eu gosto de escrever. Tenho um blog onde publico tudo o que passa na minha vida. Letras é o meu sonho, mas não estudei muito para fazer a prova, porque eu iria fazer de verdade nesse ano. Eu nem esperava passar, mas graças a Deus passei, e para a faculdade que eu queria?, destaca.

A jovem conta que na escola onde estudou o ensino médio só tinha o professor auxiliar em dias de provas e trabalhos. ?Na sala só ficavam dois professores quando era dia de prova ou trabalho. Nos outros dias, eu ficava só com um professor mesmo?.

Para realizar o exame, Rita contou com o apoio de três pessoas, o fiscal e mais duas pessoas. ?Tinham três pessoas na sala em que fiquei. Uma fiscal, uma professora para ler e outra para escrever o que eu respondia.?

Rita sonha em mais acessibilidade para deficientes (Foto: Ewerton Costa/ Arquivo pessoal)
Rita sonha em mais acessibilidade para deficientes
(Foto: Ewerton Costa/ Arquivo pessoal)

Com um discurso repleto de força e garra, Rita é idealizadora de ideias e projetos para garantir acessibilidade para as pessoas com deficiência, assim como ela. Estando devidamente matriculada, ela aguarda agora o transporte adequado para cadeirantes para que possa ter acesso à universidade.

Rita se diz ansiosa para conhecer os novos colegas. Segundo ela, é necessário conscientizar as pessoas em relação aos cidadãos com algum tipo de deficiência, e que a universade pode ser o caminho para que a conscientização chegue a toda sociedade.

?Estou ansiosa para que comece logo. Quero fazer com que os meus colegas da universidade voltem o olhar para a realidade de quem é deficiente, de quem precisa de acessibilidade. Os universitários têm um grande poder para transformar a sociedade", finaliza.

Paralisia Infantil
A paralisia infantil ou poliomielite é uma doença infectocontagiosa causada por um vírus, que pode causar a flacidez muscular dos membros inferiores e pode levar a morte ou a sequelas paralíticas irreversíveis.



Fonte: G1

STONE EMPREENDEDOR

Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias