IFOOD DELIVERY
Ser Universitario
 
STONE

Escola com obra atrasada é risco para alunos no 1º dia de aula em Campinas

02/02/2015 - 10:01h

Os pais de alunos de uma escola com obras inacabadas no Jardim Nova América, em Campinas (SP), amanheceram com cartazes de protesto em frente à instituição nesta segunda-feira (2), quando os cerca de 1,3 mil estudantes voltam às aulas.

Parte dos estudantes estuda em salas provisórias e todos ficam expostos a riscos de acidentes por causa de buracos, pregos, ferros e vidros das janelas quebrados. Imagens de celular exibidas na EPTV mostram o descaso com a qualidade da educação.

A expansão da Escola Estadual Professora Benedita de Salles Pimentel Wutke começou em 21 de agosto de 2013 e, conforme a placa da obra instalada na fachada, deveria ter sido concluída em 270 dias, ou seja, em maio de 2014.

Vidros das janelas estão quebrados, oferecendo risco aos alunos em escola de Campinas (Foto: Reprodução / EPTV)
Vidros das janelas estão quebrados, oferecendo
risco aos alunos  (Foto: Reprodução / EPTV)

A segurança é vulnerável no local, já que os alambrados estão estourados, permitindo a entrada de estudantes na área que passa por reforma, que fica nos fundos da instituição. Os alunos estão sem aula de educação física porque sete salas foram improvisadas no mesmo espaço, que acaba sendo mais quente do que os ambientes adequados, já que os ventiladores estão quebrados.

As fundações que estão sendo feitas no terreno estão sem proteção e com ferros apontados para cima, assim como os pregos enferrujados. Por causa da chuva, o local tem lama e pontos de acúmulo de água, que podem se transformar em criadouros do mosquito transmissor da dengue.

Reclamações
Segundo o representante dos moradores e ex-aluno da escola, Felipe Marchesi, já foi feito contato com a Secretaria Municipal de Educação e com o governo do estado para pedir explicações, mas não houve solução.

"Já faz quase quatro meses. Não tivemos o retorno de ninguém", afirma.

Posição do governo do estado
Apesar do prazo que consta na placa da obra confirmar um atraso de quase nove meses, a Diretoria Regional de Ensino de campinas informou, em nota, que a construção do novo anexo escolar, com cursto de R$ 3 milhões, não está atrasada.

Buraco de fundação em obra de escola de Campinas oferece risco aos estudantes (Foto: Reprodução / EPTV)
Buraco de fundação em obra oferece risco aos
estudantes (Foto: Reprodução / EPTV)

"As intervenções que iniciaram em 2013 estão dentro do prazo, com conclusão prevista para o início do segundo semestre deste ano. A execução das obras é fiscalizada e orientada pela Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), órgão que administra os contratos da Pasta e que já notificou a empresa para que os serviços sejam acelerados, de modo que a volta às aulas e atividades escolares não sejam prejudicadas. Caso o cronograma estipulado não seja atendido, o contrato com a empresa poderá ser reincidido", diz a nota.



Fonte: G1

STONE EMPREENDEDOR

Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias