Enem Unip
Ser Universitario
 
STONE

'Foi um erro terrível', diz aluno expulso de universidade por canto racista

11/03/2015 - 09:01h

Os dois estudantes expulsos da Universidade de Oklahoma, no sul dos Estados Unidos, identificados em vídeo vestindo smoking e entoando canções racistas, pediram desculpas publicamente e disseram estar arrependidos da injúria racial cometida.

Parker Rice e Levi Pettit são membros da fratenidade Sigma Alpha Epsilon e aparecem no vídeo em um ônibus gritavam juntos, usando linguagem ofensiva referindo-se a negros e jurando nunca admiti-los na comunidade.

Em nota, Rice chamou o incidente um "erro terrível" e "uma lição devastadora" para a qual está buscando entender "como aprender com isso e ter a certeza de que nunca acontecerá novamente". "Estou profundamente arrependido pelo que fiz no sábado", disse Rice no comunicado. "Foi algo errado e irresponsável."

Parker Rice e Levi Pettit foram identificados no vídeo de membros da fraternidade Sigma Alpha Epsilon (Foto: Reprodução/Instagram)
Parker Rice e Levi Pettit foram identificados no vídeo de membros da fraternidade Sigma Alpha Epsilon (Foto: Reprodução/Instagram)

O jovem disse ainda que o canto foi provavelmente "impulsionado pelo álcool', mas "isso não é desculpa".

Os pais de Pettit, por sua vez, escreveram que o filho "cometeu um erro terrível e vai arcar com as consequências para sempre". Eles disseram ainda que Pettit é "um bom nenino, mas o que vimos no vídeo é nojento". Os pais do estudante pediram desculpas à comunidade afro-americana e à universidade.

Estudantes da Universidade de Oklahoma protestam contra comentários racistas em um vídeo da fratenidade Sigma Alpha Epsilon (Foto: Sue Ogrocki/AP)
Estudantes da Universidade de Oklahoma protestam contra comentários racistas em um vídeo da fratenidade Sigma Alpha Epsilon (Foto: Sue Ogrocki/AP)

As desculpas vieram após o presidente da Universidade de Oklahoma, David Boren, expulsar os dois estudantes. Boren disse que a expulsão foi decidida pelo fato de os alunos criarem "ambiente hostil de aprendizado para os outros", e que a expulsão vai ajudar os alunos a perceber que "é errado usar as palavras para ferir, ameaçar, e excluir outras pessoas".

A universidade já tinha anunciado na segunda-feira (9) expulsar do campus uma de suas maiores fraternidades. No vídeo de 10 segundos publicado no domingo e reproduzido pelos meios de comunicação, os alunos num ônibus gritavam juntos, usando linguagem ofensiva referindo-se a negros e jurando nunca admiti-los na fraternidade.

Após o anúncio, os pais dos estudantes que moravam na fraternidade tiveram de deixar a sede e levar roupas e móveis. O letreiro com o logotipo da fraternidade também foi retirado.



Fonte: G1

Visa dia dos Pais

Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias