IFOOD DELIVERY
Ser Universitario
 
STONE

Ilhabela e São Sebastião recebem Planetário Itinerante

12/08/2015 - 11:00h

Projeto visa aproximar jovens das ciências espaciais

Com a proposta de disseminar o conhecimento sobre o universo de forma gratuita, a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) irá levar o Planetário Itinerante para escolas das cidades de Ilhabela e de São Sebastião, no interior de São Paulo. O evento contará ainda com palestras e oficinas para alunos e Professores. Em Ilhabela, ocorrerá entre 8 e 11 de agosto e em São Sebastião, de 12 a 15.

A equipe responsável pelo projeto educativo já passou por diversas cidades, levando as ciências espaciais a escolas, a asilos e até a presídios. O equipamento, que cabe numa mala, é composto de uma cúpula inflável, de cinco metros de diâmetro, pesando 34 quilos. As sessões duram 30 minutos em média.

As apresentações serão realizadas pelos alunos de Física Leandro Faria, Bruna Senra, João Bittencourt, Thiago Espirito Santo e Mateus Nunes. Eles são colaboradores da OBA e estagiários da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

A exibição interativa mostra, a partir de imagens projetadas na cúpula, planetas distantes, galáxias, nebulosas, entre outras curiosidades. Por meio do planetário, é possível ver perfeitamente as constelações sem se preocupar com a atmosfera ou com a poluição luminosa das grandes cidades. “Isso acontece, pois o programa simula, no teto da cúpula, o céu real”, explica o astrônomo João Canalle, coordenador nacional da OBA.

Segundo Canalle, é um modo de ensinar, de uma forma lúdica, as principais constelações vistas no Brasil e entender o posicionamento de cada uma delas no céu. “Podemos propiciar, de maneira divertida, uma melhor capacitação aos educadores interessados e aos alunos”.

- O objetivo da OBA é contribuir de maneira significativa na disseminação do conhecimento científico. E o planetário itinerante está sendo uma grande ferramenta para alcançarmos o nosso objetivo - ressalta.

Sobre o projeto

O planetário foi adquirido em 2014 e teve ajuda de apoiadores apaixonados por astronomia. A compra foi motivo de grande comemoração, pois, até então, a organização só podia ensinar a disciplina com apresentações simples em power point ou observações do céu real - nem sempre disponível devido às nuvens. Agora, o equipamento é utilizado em apresentações gratuitas em escolas e nos Encontros Regionais de Ensino de Astronomia (EREA).

 

 

 

 


Fonte: www.obadeolhonoceu.com.br

STONE EMPREENDEDOR

Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias