IFOOD DELIVERY
Ser Universitario
 
STONE

Professor de biologia explica o efeito das drogas no corpo humano

10/09/2014 - 13:01h

Tendência à dependência química varia para cada pessoa (Foto: Reprodução / TV Globo)
Tendência à dependência química varia para cada pessoa (Foto: Reprodução / TV Globo)

Não é nada fácil para um usuário de drogas ficar sem consumir o entorpecente. Todos os dias é preciso vencer o vício, porque a droga causa uma forte dependência química. As alterações no organismo são muito grandes, como mostrou o Professor Fernando Beltrão, na reportagem de biologia do Projeto Educação desta terça-feira (9).

Para muitos jovens, a dependência química começa através do álcool. Alguns jovens que não quiseram se identificar contaram como aconteceu esse processo doloroso. No começo, era cerveja. Aí, de acordo com o tempo, eu comecei a beber vodca, uísque, até o ponto de beber cachaça mesmo. Por semana, no começo foram dois dias, sábado e domingo, aí começou aquela progressão de três dias até que veio aqueles comentários que para curar ressaca é só beber de novo. Chegou um tempo que eram quase todos os dias da semana, contou um jovem que passou pelo problema do alcoolismo.

A pedra de tropeço no caminho de muitos tem sido o crack. Um jovem contou que conheceu a droga quando não encontrou maconha para comprar em uma boca de fumo. Ele chegou a perder 25 kg, devido à dependência.

Existem pelo menos três tipos básicos de ação das drogas no organismo: estimulantes, como cocaína e crack; depressoras, como álcool e medicamentos para dormir; e perturbadora, como LSD e drogas pesadas.  Se é estimulante, é alguma coisa que provoque a agitação, perturbe o sono, emite tremores. Se é uma droga depressora, sonolência, perda de reflexos. E se é uma droga perturbadora, alucinações. Então existem diferentes formas de reação do organismo a essas drogas. Mas existe alguma coisa em comum: a possibilidade de provocar dependência. O indivíduo passa a depender daquilo para viver, comentou o professor Fernando Beltrão.

Álcool também provoca dependência (Foto: Reprodução / TV Globo)
Álcool também provoca dependência
(Foto: Reprodução / TV Globo)

Aos poucos, as drogas tomam espaço na vida e também no organismo pessoas. Isso provoca sérios prejuízos para a saúde. A ação da droga vai atuar em áreas cerebrais de compensação. Também vão atuar, como um todo, no fígado, porque serão metabolizadas no fígado, transformadas lá. Ao ser usada uma droga, o seu fígado vai ser sobrecarregado. Por esse motivo, inclusive, algumas pessoas tem mais, outras tem menos tendência de tornarem-se dependentes químicos. Depende muito do padrão hepático, depende muito da capacidade de metabolismo do seu fígado, que depende da sua genética, destacou o professor.

Todos esses efeitos podem ser danosos como um todo porque afetam o sistema nervoso central. Provocam uma hiperexcitação, provocam em você tremores, vômitos, irritação, perda do sono. Ou sonolência, depressão, tristeza, tendência suicida e outras coisas mais, disse Fernando Beltrão.

Álcool
Os efeitos que a bebida pode trazer são devastadores, principalmente quando é somada ao volante. Há quase três anos, a fiscalização tem sido intensa pra tentar impedir que os motoristas dirijam embriagados.

O coronel André Cavalcante, coordenador da Operação Lei Seca, destaca que a ação tem a intenção de salvar vidas. Por isso que ela é coordenada pela Secretaria de Saúde. Então, a gente está fazendo com que os condutores se conscientizem desse perigo constante que é misturar álcool e direção. E temos observado uma maior consciência das pessoas, disse.

É importante que o condutor esteja consciente não apenas da fiscalização, mas também dos malefícios que o álcool pode causar.  Além dos efeitos imediatos do uso do álcool, existem os efeitos para a saúde humana como um todo, desde uma gastrite química causada pelo álcool, até uma cirrose hepática, degeneração cerebral, até perda de memoria, até mesmo impotência sexual, finalizou o professor Fernando Beltrão.



Fonte: G1

STONE EMPREENDEDOR

Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias