IFOOD DELIVERY
Ser Universitario
 
STONE

UCPel lança Residência Médica em Nefrologia

29/01/2014 - 10:26h

Referência em Nefrologia com seu Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP), a Universidade Católica de Pelotas lança o programa de Residência Médica na área. As inscrições podem ser feitas até o dia 07 de fevereiro. Junto à Nefrologia, mais dois Programas também recebem inscrições: Medicina de Família e Comunidade e Neonatologia.

Desde 2006 o HUSFP é credenciado pelo Ministério da Saúde como Centro de Referência em Nefrologia, o que pressupõe o atendimento integral ao paciente portador de doença renal crônica. Em 2012, o Hospital realizou seu primeiro transplante renal entre pacientes vivos. O segundo foi em março de 2013. Além de sediar atividades de ensino, o setor tem sido também palco do desenvolvimento de estudos científicos, que resultam em um grande número de publicações, tanto nacionais quanto internacionais.

Conforme a nefrologista e preceptora do Programa, médica Maristela Böhlke, ao ingressar na nova Residência o médico deverá receber conhecimentos teóricos e práticos que o tornem um especialista em doenças renais. Esses conhecimentos transitam desde o atendimento ambulatorial até o atendimento hospitalar de doenças renais, passando pela terapia de substituição da função renal, que inclui hemodiálise, diálise peritoneal e transplante renal, além de treinamento prático em procedimentos relacionados à área, como implante de cateteres venosos centrais.

Em paralelo, o nefrologista em formação deverá receber noções básicas de metodologia em pesquisa clínica, através de discussões teóricas e da participação em estudos desenvolvidos no setor de Nefrologia. "O grande diferencial é o treinamento, tanto teórico quanto prático, em todos os níveis de complexidade do tratamento dessas doenças", destacou.

Benefício para a comunidade

De acordo com Maristela, a doença renal, especialmente a crônica, tem aumentado muito na população em geral, principalmente em função da ocorrência crescente de obesidade, diabetes e hipertensão, além do número crescente de idosos. Segundo ela, acredita-se que cerca de 10% da população apresente doença renal crônica. 

Na avaliação da preceptora, um novo Programa de Residência significa um maior número de médicos com formação adequada para atender essa demanda populacional. "A maior disponibilidade de médicos com conhecimento aprofundado das doenças renais resulta em um maior número de diagnósticos precoces que, com o tratamento adequado que esse profissional pode oferecer, poderiam evitar ou postergar a perda do funcionamento dos rins e consequentemente a necessidade de diálise ou transplante", pontuou. Somado a isso, para aqueles pacientes nos quais a perda dos rins se torna inevitável, o nefrologista pode reduzir os danos, tratando as complicações da doença renal e aumentando a sobrevida desses pacientes.

Inscrições

A duração do programa de Residência em Nefrologia é de dois anos e o candidato deverá ter concluído a Residência Médica de dois anos em Clínica Médica.

As inscrições vão até o dia 07 de fevereiro e podem ser feitas pelo sitewww.ucpel.tche.br/residencia. Lá, estão disponíveis, também, a listagem da documentação necessária e outras informações sobre o processo seletivo. O valor da inscrição é de R$ 150,00.

A prova está marcada para o dia 13 de fevereiro. O resultado final será divulgado no dia 24 de fevereiro e as matrículas serão efetuadas nas datas de 25 e 26.


Fonte: UCPel

STONE EMPREENDEDOR

Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias