IFOOD DELIVERY
Ser Universitario
 
STONE

USP sobe 30 posições em ranking 'top 100' de reputação acadêmica

11/03/2015 - 19:01h

Guarda da Cidade Universitária da USP tem um efetivo de 55 pessoas na área operacional (Foto: Divulgação/Marcos Santos/USP Imagens)
Cidade Universitária da USP (Foto: Divulgação/
Marcos Santos/USP Imagens)

A Universidade de São Paulo (USP) subiu 30 posições e aparece entre as 100 melhores instituições de ensino superior do mundo em reputação no meio acadêmico, segundo o ranking divulgado nesta quarta-feira (11) pela instituição londrina Times Higher Education (THE).

VEJA O RANKING COMPLETO

O ranking foi montado a partir de uma pesquisa com mais de 10,5 mil Professores convidados de 150 países. Única universidade brasileira entre o "top 100" do ranking, a USP aparece na faixa entre o 51º e o 60º lugar. No ano passado, a USP estava na faixa de 81º ao 90º lugar.

A lista que leva em conta a reputação da universidade entre os pesquisadores do meio acadêmico. A pesquisa pediu aos acadêmicos experientes para destacar o que eles acreditavam ser o mais forte das Universidades para o ensino e a pesquisa em seus próprios campos.

Veja as 10 primeiras universidades no ranking de melhor reputação acadêmica pelo THE
Posição Instituição País
1º) Universidade Harvard EUA
2º) Universidade de Cambridge Reino Unido
3º) Universidade de Oxford Reino Unido
4º) Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) EUA
5º) Universidade Stanford EUA
6º) Universidade da Califórnia - Berkeley EUA
7º) Universidade Princeton EUA
8º) Universidade YAle EUA
9º) Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) EUA
10º) Universidade Columbia EUA
51º-60º) Universidade de São Paulo BRASIL
Fonte: Times Higher Education, Top Universities by Reputation 2015

O diretor da THE, Phil Baty, elogia a "recuperação" da USP no ranking. "É ótimo ver a USP se levantando. Estar na elite mundial é vital para São Paulo e para o Brasil. Ser o carro-chefe pode ajudar a atrair e reter talentos que vão beneficiar todo o país", comentou.

"A reputação acadêmica de uma universidade não só influencia os investimentos e decisões de financiamento, mas, e mais importante, também ajuda a instituição a desenvolver e cultivar seu único maior ativo - o seu aluno e talento acadêmico", destacou Baty.

Cláudia demorou quase dois anos, entre a iniciação científica e a conclusão do mestrado, período em que identificou os genes da anidrobiose (Foto: Analídia Ferri/G1)
Pesquisadora da USP (Foto: Analídia Ferri/G1)

Reitor destaca qualidade
O reitor da USP, Marco Antônio Zago, comentou em nota o resultado do ranking. "Acredito que isso resulte do reconhecimento progressivo da qualidade da USP, assim como do avanço real da qualidade da pesquisa e da contribuição de nossa universidade para a sociedade, na forma de educação e geração de conhecimento", diz.

"A melhora da reputação resulta de conhecimento mais amplo da qualidade da produção científica da USP e do maior trânsito internacional dos pesquisadores e egressos da universidade. Esse resultado coincide com o sucesso que temos alcançado em outras avaliações internacionais, como o US News and World Report Ranking of Global Universities, que classificou a USP na 77ª posição, sendo a quinta em agronomia; 19ª em ciência animal e de plantas; 36ª em farmacologia e toxicologia; 46ª em matemática; 60ª em microbiologia; 65ª em biologia e bioquímica; 78ª em química; 87ª em física e 94ª em medicina.

Entre as dez primeiras colocadas estão oito universidades dos Estados Unidos e duas do Reino Unido. A Universidade Harvard segue em primeiro lugar com a maior reputação acadêmica, segundo o ranking. As universidades britânicas de Cambridge e Oxford, superaram o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e a Universidade Stanford, e agora estão na segunda e terceira posições, respectivamente. Depois são mais cinco americanas: Berkeley, Princeton, Yale, Caltech e Columbia.



Fonte: G1

STONE EMPREENDEDOR

Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias