Enem Unip
Ser Universitario
 
STONE

Vaquinha e patrocínio ajudam alunos a participarem de competição na Índia

17/01/2015 - 05:01h

Participar de uma competição internacional de ciência parecia um sonho para sete estudantes da Escola Estadual Professor Luís Magalhães de Araújo, localizada na periferia de São Paulo. Foram quase quatro meses de incertezas até que no dia 11 de novembro a equipe embarcou para Lucknow, na Índia, para representar o Brasil no Festival Internacional de Ciência Quanta 2014.

Os jovens Jaqueline Cunha, Diego Henrique, Michele Moura, Vinicius Bispo, Keila Karvalho, Vinicius Amorim e Raphaela Bernardes passaram dez dias no país dividindo o tempo entre as provas da competição e passeios culturais.

A escola, única pública da capital paulista a participar, recebeu o convite para o Festival Internacional depois dos alunos terem participado da Olimpíada Internacional de Matemática sem fronteiras, realizada entre abril e maio deste ano. Nesta edição, organizada pela Rede Poc (Programa de Olimpíadas do Conhecimento), os participantes do colégio receberam medalhas de bronze e menções honrosas.

"Ficamos sabendo em junho. Acho que na hora que eles [organizadores] viram que os alunos da escola pública se saíram tão bem na Olimpíada sem fronteiras, eles resolveram fazer o convite", disse emocionada a professora Maria Consoladora da Silva, mais conhecida como Dora, 51. A Docente acompanhou os estudantes durante a competição.

Apesar da boa notícia, os jovens não acreditavam que conseguiriam arcar com os gastos da competição. "Na hora que fiquei sabendo [do convite] até criei uma esperança. Pensei na possibilidade de ser uma coisa custeada pelo governo, mas depois fiquei cético ao saber que nós é que teríamos que arcar com as despesas. Ninguém teria como pagar essa viagem", explicou o aluno Diego, 18.

Segundo ele, cada estudante gastaria em média R$ 7 mil com o passaporte, passagens, hospedagem e alimentação. Para realizar o sonho, rifas no colégio e uma vaquinha online ?" que arrecadou cerca de R$ 12 mil ?" foram organizadas, porém não foram suficientes.

Graças ao empenho da professora Dora, a escola conseguiu patrocínios da editora FTD e do Instituto Verdescola para a compra das passagens e hospedagem dos alunos.

"Ainda bem que a professora Dora sempre nos incentivou e não nos deixou desistir. [A experiência] Vai abrir muitas portas. Pude entender que tenho que acreditar mais em mim e que sou capaz", afirmou Raphaela, 17, uma das alunas que participou da competição internacional.

"É um orgulho que não cabe em mim. Ver esses meninos chegando ao lugar em que chegaram é muito bom. Peguei essa turminha no primeiro ano do ensino médio e agora estão aí no terceiro. Sou uma professora feliz. São as lutas que a gente passa para fazer um trabalho um pouquinho melhor. Não é fácil. É quebrar vários paradigmas. O professor tem a lição mais difícil que é ensinar a estudar, mas na hora que eles aprendem e começam a acreditar neles é recompensador", concluiu Dora ao lembrar dos seus 32 anos de magistério.

O Quanta

O Festival Internacional de Ciência Quanta é realizado internacionalmente desde 1995 pela City Montessori School , na cidade de Lucknow, na Índia. É uma competição que envolve conhecimentos em arte, biologia, ciência, engenharia, física, química e matemática. As atividades são divididas em debates, quizzes, testes de raciocínio lógico, escultura e robótica. Podem participar estudantes do 9º ano do ensino fundamental ou do ensino médio.

O grupo de estudantes brasileiros ganhou medalhas de menção honrosa pela participação do evento.



Fonte: Uol

Visa dia dos Pais

Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias